Home Blog Page 3

GDF quer garantia de segurança em presídio sob responsabilidade do governo federal – Agência Brasília

0
GDF quer garantia de segurança em presídio sob responsabilidade do governo federal – Agência Brasília
GDF quer garantia de segurança em presídio sob responsabilidade do governo federal – Agência Brasília

O Governo do Distrito Federal solicitou informações e esclarecimentos junto ao Ministério da Justiça e de Segurança Pública a respeito das condições de segurança no presídio federal de Brasília e a presença de organizações criminosas na capital. A carta assinada pelo secretário de Segurança Pública do DF, Anderson Gustavo Torres, é endereçada ao ministro da Justiça, Sérgio Moro.

Para o secretário Anderson Torres e o governador Ibaneis Rocha, é um erro estratégico grave “a transferência/permanência desses líderes [de organizações criminosas] na cidade que estão sediados todos os Poderes da República, todas as Representações Internacionais Diplomáticas e Oficiais e que recebem diuturnamente autoridades de todas as partes do Brasil e do mundo”.

Assim, o GDF tem interesse em saber o eventual grau de ameaça pela presença desses líderes de organizações criminosas na capital da República. O governo teme ocorrer incidentes que extrapolem “os muros da unidade prisional federal e têm a capacidade de expor a sério risco a vida, a tranquilidade e o patrimônio dos cidadãos que aqui residem”.

De antemão, o GDF reforça o compromisso de manter, dentro de suas responsabilidades e deveres, a população do Distrito Federal sob segurança. “Reforço a solicitação inicial de informações visando organizar as forças de segurança de nosso Estado para fazer frente a eventuais ameaças perpetradas por organizações criminosas”, escreveu Torres.

Fonte: agenciabrasilia.df.gov.br/2020/01/22/gdf-quer-garantia-de-seguranca-em-presidio-sob-responsabilidade-do-governo-federal

Prepare-se, pois há alerta de mais chuvas nesta quarta-feira (22) – Agência Brasília

0
Prepare se, pois há alerta de mais chuvas nesta quarta feira (22) – Agência Brasília
Prepare se, pois há alerta de mais chuvas nesta quarta feira (22) – Agência Brasília

A Subsecretaria do Sistema De Defesa Civil, que é vinculada à Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP/DF), enviou mais uma alerta à população do Distrito Federal, nesta quarta-feira (22). O aviso enviado por meio do sistema de alertas – via SMS – do órgão prevê chuvas fortes, com possibilidade de alagamentos.Para receber os alertas é necessário fazer um cadastro prévio. Para solicitar o recebimento desses avisos, o interessado deve enviar o CEP para o número 40199. Em situações de emergência, o Corpo de Bombeiros Militar do DF deverá ser acionado, pelo 193. A Defesa Civil é chamada pelos bombeiros quando há ameaça iminente de desabamento de estruturas. O canal direto com o órgão é o 199 ou pelos telefones 3362-1906/1909.RecomendaçõesEm casaCaso haja destelhamento devido aos ventos fortes, a orientação é permanecer dentro da residência e procurar abrigo, como uma mesa ou cama, para evitar ser atingido por cacos e pedaços de telha.Na ruaNão segurar objetos metálicos longos, como varas de pesca e tripés e não empinar pipas ou aeromodelos com fio. Outra orientação é evitar lugares que ofereçam pouca ou nenhuma proteção contra raios, como pequenas construções não protegidas (celeiros, tendas ou barracos) e veículos sem capota, como tratores, motocicletas ou bicicletas. Áreas abertas, como campos de futebol, quadras de tênis e estacionamentos não são indicadas, por conta do risco de raios. É importante também não permanecer no alto de morros ou no topo de prédios e não se aproximar de cercas de arame, varais metálicos, linhas elétricas aéreas e trilhos e jamais se abrigar debaixo de árvores isoladas.Em piscinasDurante as chuvas, a orientação é não entrar em piscinas ou lagos por conta do risco de raios e descargas elétricas. Em rios e cachoeiras, o problema é agravado pela possibilidade de tromba d’água.VeículosEm veículos, a dica é não passar por locais alagados. Se o condutor não conseguir ver o meio-fio, que tem em torno de 25 centímetros de altura, o ideal é mudar de rota para não perder o veículo e nem arriscar a própria vida. Em caso de alagamento inevitável, a orientação é sair do carro imediatamente e buscar um local seguro.* Com informações da Secretaria de Segurança Pública

Fonte: agenciabrasilia.df.gov.br/2020/01/22/prepare-se-pois-ha-alerta-de-mais-chuvas-nesta-quarta-feira-22

BRB se une à Ceasa para dar mais assistência a produtor rural  – Agência Brasília

0
BRB se une à Ceasa para dar mais assistência a produtor rural  – Agência Brasília
BRB se une à Ceasa para dar mais assistência a produtor rural  – Agência Brasília

O Banco de Brasília (BRB)  firmou uma parceria com as centrais de abastecimento do Distrito Federal (Ceasa) para facilitar o acesso de produtores rurais a produtos e serviços bancários. O termo de cooperação foi assinado em novembro, mas esta semana começou o processo de divulgação das linhas de crédito perante os produtores rurais já cadastrados na central de abastecimento.

Foto: Lúcio Bernardo Jr/Agência Brasília

“O banco atua para se posicionar como o principal agente financiador da atividade agropecuária do Distrito Federal e regiões de influência. A parceria com a Ceasa é fundamental nesse processo”, afirmou o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa. O acordo prevê ao banco acesso aos dados cadastrais de mais de 680 produtores rurais do DF e região.

Série de linhas e operações do BRB à disposição dos produtores rurais 

– Remuneração no percentual de 95% (noventa e cinco por cento) do Certificado de Depósito Interbancário (CDI) nas aplicações financeiras realizadas em Certificado de Depósito Bancário(CDB)

– Desconto de 58,82% sobre o valor da tabela de tarifas de Pessoa Jurídica

– Atendimento especializado aos clientes para sanar dúvidas sobre abertura de conta corrente, linhas de crédito, acolhimento de projetos e condução de operações de crédito rural ao produtores que atuam nas dependências da Ceasa;

– Disponibilização de espaço do BRB dentro da Ceasa para o atendimento ao produtor rural (Plataforma do Agronegócio)

* Com informações do BRB

Fonte: agenciabrasilia.df.gov.br/2020/01/22/brb-se-une-a-ceasa-para-dar-mais-assistencia-a-produtor-rural

BRB inova e lança programa de microcrédito digital – Agência Brasília

0
BRB inova e lança programa de microcrédito digital – Agência Brasília
BRB inova e lança programa de microcrédito digital – Agência Brasília

Para apoiar o microempreendedor, reduzir barreiras no acesso ao crédito e alavancar o desenvolvimento no Distrito Federal, o Banco de Brasília lança nesta quarta-feira (22) o Acreditar, programa de Microcrédito Produtivo Orientado (MPO). 

O produto nasce com a menor taxa do mercado, condições especiais e contratação ágil e digital. O Banco vai disponibilizar até R$ 15 milhões para o programa, que pretende beneficiar aproximadamente 10 mil famílias.

Por meio de um APP, o Acreditar – disponível nas lojas IOS e Android -, empreendedores (pessoas físicas e jurídicas, em especial os que estão à margem do sistema financeiro tradicional) podem ter acesso ao plano.

As taxas serão a partir de 1,85% ao mês e prazo de 24 meses para pagamento. O crédito ofertado vai variar entre R$ 300 a R$ 15 mil reais.

“Como banco público, temos o compromisso de transformar a vida das pessoas, de ser protagonista do desenvolvimento econômico social e humano no Distrito Federal. O Acreditar é mais um importante passo para poder fazer a diferença na vida dos brasilienses”, afirma o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa. 

Ele explica que a entidade financeira procurou formatar um produto digital e ágil, reduzindo a burocracia e o prazo de contratação. “A ideia é que o cliente só vá a agência uma única vez, para assinar o contrato. O pré-castrado, a simulação do crédito, as condições e o envio das informações e documentos estarão disponíveis por meio do aplicativo”, acrescenta Paulo Henrique Costa. O prazo para a liberação do crédito é de sete dias.

Na busca para atrair os microempreendedores, agentes de crédito também vão realizar visitas à comunidade para identificar empreendimentos que possam fazer parte do Acreditar. O projeto vai contar com parceria das secretarias da Mulher, da Agricultura, de Juventude, de Trabalho e Emater.

Para solicitar adesão ao Acreditar é preciso ser maior de idade, ter pelo menos seis meses na atividade produtiva e faturamento anual de até R$ 200 mil, entre outras condições.

* Com informações do BRB

Fonte: agenciabrasilia.df.gov.br/2020/01/22/brb-inova-e-lanca-programa-de-microcredito-digital

Instituto Bom Samaritano Leva Esperança e cuidados as Famílias Carentes da cidade Estrutural

0

Na cidade  Estrutural (DF), funcionou quase 60 anos , sendo o segundo maior lixão da América Latina. Foi em cima dele que várias famílias construíram suas vidas! São pessoas que sobreviviam da coleta de recicláveis do lixão.  Com o aterro desativado, os catadores ficaram desempregados e, hoje, muitas  famílias sobrevivem dos lixos descartados ilegalmente por grandes empresas, inclusive de alimentos vencidos.

O Presidente do Instituto Bom Samaritano Joales Reis, juntamente com outros voluntários da Instituição ,tentam levar  as famílias atendimento médico com a carreta da Saúde , além de alimentação,roupas e muito mais .

Joales e a sua esposa Giliane se dedica integralmente ao projeto ,desde quando abriu as portas, não tem apoio governamental nem patrocínio de empresas privadas. No dia a dia, eles conta com apenas alguns  voluntários  e alguns amigos e apoiadores.
“Colocamos em prática 3 palavras que juntas formam nossos valores;SOLIDARIEDADE,HUMANIDADE E TRANSPARÊNCIA.Vemos o resultado do nosso trabalho estampado no rosto de quem mais precisa de nós,é exatamente isso,que nos impulsiona a continuar.” completou Giliane esposa do presidente.
Ainda assim,  o instituto social Bom Samaritano atua intensamente. Dá apoio a crianças carentes, doa cestas básicas semanalmente a famílias cadastradas, distribui um sopão a moradores de rua e  vai oferecer cursos de geração de renda, como Agente de portaria ,eletricista, camareira à informática, artesanato.Para custear tudo, além de usar recursos próprios com ajuda de amigos, Joales Reis faz eventos como dia das crianças e o NATAL SOLIDÁRIO e realiza campanhas de arrecadação de doações e de apadrinhamento no instagran (bomsamaritanosocial)Ajude as famílias que vivem próximo o lixão da Estrutural 
(DF)
Para ajudar a ONG com os trabalhos, eles estão criando uma vaquinha . O valor de R$ que precisam nesse momento é de   45.500 para a terminar a construção da sede  , Creche social Bom Samaritano no local ,e comprar todo mobiliário para amparar as crianças . Com os espaços que temos facilitará para  que possam  estocar as doações e facilitar a distribuição para as famílias, e o valor que conseguirmos a mais, será para a compra de uma Combi, e com ela para facilitará  buscar as doações.

“Algumas crianças estudam, mas muitas não. Depois que você pisa naquele chão sujo de lixo e olha aquele céu cheio de urubu, você nunca mais deixa de voltar.”

Desde 2008, a ONG, fundada pelo senhor Pr, Pedro Farias,infelizmente faleceu ano retrasado, realiza ações sociais no bairro Santa Luzia e na ESTRUTURAL em que moram mais de 5 MIL  famílias em condições extremas de pobreza. Muitos não tem roupa, as casas são literalmente de maderite , algumas moram em cima do lixo, sem esgoto, sem sanitários, sem nada mesmo!

“É cada vez mais crianças. Cada vez mais gente. Cada vez mais lixo. Os espaços que eles chamam de “casas”, que na verdade nada mais são que amontoados de papelão. Sem energia. Sem esgoto. Sem móveis. Emergem nesse ambiente, famílias de 5 a mais pessoas”, explicou o Presidente da ONG.

Como ajudar?

Além da vaquinha, a ONG precisa de doações de alimentos, água, brinquedos, roupas,material escolar e fraldas para distribuição em ações pontuais. Mas também a instituição  está precisando de  parcerias de profissionais e empresas para desenvolver no local palestras de conscientização e cursos.

A importância da construção da sede e da compra do veículo

O Joales explicou que a ONG está há alguns anos na luta para a construção de uma sede no bairro, para facilitar o estoque e a distribuição das doações.

Eles também precisam de um veículo para coletar as doações, pois sempre precisam encontrar pessoas que possam emprestar um veículo, ou precisam alugar um caminhão. “Não temos nada, estamos sozinhos. A política pública se faz totalmente e absolutamente ausente.”

Ao questionar porque o nome “Bom Samaritano”: ele encheu os olhos de lagrimas e respondeu ‘” Na parábola contada por Jesus, relatada no Evangelho de São Lucas, capítulo 10, um doutor da lei pergunta a Jesus o que deveria fazer para herdar a vida eterna. Jesus responde que era preciso amar a Deus e amar ao próximo.” “bom samaritano” “passou a designar qualquer pessoa que se preocupa com os outros, que age sempre a favor do bem, que procura ajudar em qualquer circunstância, sem falsos interesses.”

Lidera DF parabenizou toda equipe, e esse nome bom samaritano faz justo a instituição ,pelo  longo desses anos o que tem feito pelas famílias menos favorecidas.

“Precisamos acreditar no ser humano. Sempre vou achar que é possível fazer diferença na vida de alguém”

Segundo os colaboradores da Ong, a responsabilidade é grande e o trabalho vai continuar com o objetivo de atender a população carente da região. Seja você também um voluntário  ou patrocinador do Instituto ,pra que as acões sejam contínuas e efetiva. contato para ajudar  : (61)98601-8493 institutoibs10@gmail.com

Administração Regional de Samambaia, órgãos do GDF e a comunidade em ato contra a violência.

0

A Administração Regional de Samambaia promoverá no dia primeiro de fevereiro, a partir das 8h, ato em relação à violência contra a mulher na cidade, contando com o apoio de órgãos de governo e da participação da sociedade civil.

Um dos principais focos da caminhada é despertar a comunidade para o crescente e preocupante aumento dos casos de feminicídios no DF. Infelizmente, em apenas 15 dias do mês de janeiro, quatro feminicídios foram registrados, sendo três deles em Samambaia. Essa notícia traz muita tristeza e comoção, além da preocupação local.

No evento a administração regional de Samambaia terá o apoio da Secretaria da Mulher, Secretaria de Segurança Pública, entre outros órgãos governamentais envolvidos. O objetivo desse trabalho é estar desenvolvendo, junto com a comunidade, um vínculo de segurança e envolvimento, que é a base para o crescimento e amadurecimento da sociedade em relação ao tema.

Assim, o Administrador Gustavo Aires, convida toda a população para participar dessa caminhada. “Estamos mobilizando a todos por essa causa, em uma ação para conscientizar sobre esse crime que tem deixado a nossa cidade preocupada. Precisamos, juntos, estarmos em alerta e unir as forças em prol das mulheres e famílias vítimas desses casos”.

Atualmente, o tema feminicídio tem chamado atenção, por ser um crime com motivações mais usuais, o ódio, o desprezo ou sentimento de perda. O feminicídio representa a última etapa da violência que leva à morte. Precedido por ações negativas, tais como, abusos físicos e psicológicos que tentam submeter as mulheres a uma dominação masculina.
A administração regional de Samambaia preocupada com o tema, conta com o apoio de todos, para realmente fazer a diferença e conscientizar nossas mulheres sobre o poder que possuem, bem como, chamar atenção para a onda recorrentes de crimes de diversas tipificações.

Tema: Violência Contra à Mulher.
Dia: 01/02
Horário: das 08h às 12h
Local: Concentração CEM 414 , chegada QR 206/208 .

Jesiel Costa Rosa: desenvolver o turismo em Brazlândia – Agência Brasília

0
Jesiel Costa Rosa: desenvolver o turismo em Brazlândia – Agência Brasília
Jesiel Costa Rosa: desenvolver o turismo em Brazlândia – Agência Brasília

Morador de Brazlândia há 40 anos, Jesiel Costa Rosa, está à frente da Administração Regional de Brazlândia. Ele também é Tenente-Coronel da Polícia Militar, graduado em Psicologia, bacharel em Segurança Pública e pós-graduado em Gestão de Segurança Pública. O administrador tem especialização em Direitos Humanos e Direito Internacional Humanitário.

Uma das frentes de trabalho de Jesiel é incluir Brazlândia na rota do turismo do DF para transformá-la em um polo de desenvolvimento do setor. A região possui mais de 300 cachoeiras.

Fonte: agenciabrasilia.df.gov.br/2020/01/21/jesiel-costa-rosa-desenvolver-o-turismo-em-brazlandia

Vigilância Ambiental treina bombeiros para o combate à dengue – Agência Brasília | Fatos verdades

0
Vigilância Ambiental treina bombeiros para o combate à dengue – Agência Brasília
Vigilância Ambiental treina bombeiros para o combate à dengue – Agência Brasília

Vigilância Ambiental treina bombeiros para o combate à dengue – Agência BrasíliaVigilância Ambiental treina bombeiros para o combate à dengue – Agência Brasília

imagem22-01-2020-07-01-42imagem22-01-2020-07-01-42Os militares atualizaram informações de como proteger os ambientes e bloquear a transmissão das arboviroses. Foto: Geovana Albuquerque/Saúde-DF

A Vigilância Ambiental realizou, nesta terça-feira (21), um treinamento para orientar e atualizar informações sobre as visitas domiciliares no combate às arboviroses, que incluem o vírus da dengue, Zika vírus, febre chikungunya e febre amarela. Foram treinados 400 militares que farão visitas domiciliares em regiões administrativas do Distrito Federal.

“O treinamento é uma preparação para que os militares possam entrar nos domicílios para inspecionar, tratar os possíveis criadouros da dengue e orientar a população para eliminar o problema da procriação do mosquito”, destaca o gerente da vigilância Ambiental de Vetores e Animais Peçonhentos e Ações de Campo, Reginaldo Braga.

A iniciativa visa a orientar a melhor forma de se apresentar à população para que se faça a inspeção domiciliar. Os militares tiveram a oportunidade de atualizar as informações de como proteger os ambientes e bloquear a transmissão das arboviroses.

A parceria da Secretaria de Saúde e do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal visa ampliar o alcance dos agentes em campo. Com isso, mais imóveis comerciais e residências podem ser inspecionados.

“É uma parceria que vem dando certo. Todos juntos podemos colaborar na conscientização da população a abraçar a ideia. Em conjunto, combatermos a dengue no Distrito Federal”, ressalta o tenente-coronel do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, Deusdete Vieira.

Força-tarefaNo próximo sábado (25) será realizada uma grande força tarefa com o reforço de mais de 500 militares do Corpo de Bombeiros. Serão visitadas as regiões administrativas do Guará, São Sebastião, Sobradinho, Fercal e Planaltina.

A ação, além de inspecionar os domicílios, também tem o objetivo de sensibilizar a população para os cuidados e a prevenção da dengue. Para isso, é preciso que os moradores estejam atentos para receber militares e agentes, além das orientações para o enfrentamento da dengue.

“A iniciativa é muito importante para conscientizar a população sobre os riscos da doença. É preciso alertar que a dengue pode matar. A população deve estar preparada para receber os militares e os agentes que estarão fazendo o trabalho de combate ao mosquito”, pontua a chefe de Núcleo Regional de vigilância Ambiental de Planaltina, Michele Peçanha.

RecomendaçõesMedidas simples podem ajudar a prevenir e manter a população segura. É importante lembrar de tampar os tonéis e caixa d’água, manter calhas sempre limpas, deixar garrafas viradas com a boca para baixo, manter lixeiras bem tampadas, deixar ralos limpos e com aplicação de tela, limpar semanalmente ou preencher pratos de vasos de plantas com areia e retirar água acumulada na área de serviço.

*Com informações da Secretaria de Saúde

Fonte: fatosverdades.com.br/gdf/vigilancia-ambiental-treina-bombeiros-para-o-combate-a-dengue-agencia-brasilia

Jardim Botânico recebe alunos de paisagismo do projeto Fábrica Social – Agência Brasília

0
Jardim Botânico recebe alunos de paisagismo do projeto Fábrica Social – Agência Brasília
Jardim Botânico recebe alunos de paisagismo do projeto Fábrica Social – Agência Brasília

O passeio teve a proposta de levar conceitos paisagísticos para os alunos e ampliar horizontes profissionais. Foto: Divulgação

O Jardim Botânico de Brasília recebeu nesta terça-feira (21) duas turmas do curso de paisagismo do Fábrica Social, programa do Governo do Distrito Federal voltado a pessoas em situação de vulnerabilidade. A proposta do passeio foi trazer conceitos paisagísticos para os alunos e ampliar horizontes profissionais.

A estudante Naila Raquel, 19 anos, moradora da Estrutural, aprovou a visita. “Sinto uma conexão muito forte com as plantas e por isso resolvi fazer o curso de paisagismo. Fazemos parte da natureza e ninguém vive só. Essa visita me mostrou que tudo se transforma e tudo é energia. Ficamos presos na cidade, cheia de prédios e com a rotina de estudo e trabalho, mas aqui pude ter outra visão de mundo”, complementou.

A Fábrica Social beneficia cidadãos inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico) do governo, com renda individual até R$ 178,00 e idade mínima de 16 anos. “São pessoas que precisam muito de qualificação para ingressar no mercado”, reforçou Mônica Rocha, professora do Sesc que ministra as aulas de paisagismo.

“A vinda ao Jardim Botânico proporcionou experiência única a esses alunos. Muitos nunca foram a um lugar como esse, apesar de ser dentro da cidade. Essas vivências foram importantes para eles aprenderem novos conceitos sobre o paisagismo, que não se limita ao manejo com a terra, e ampliar horizontes profissionais”, completou Mônica.

Centro de Visitantes

O educador ambiental do JBB, Lucas Miranda, foi o responsável pelo passeio no turno da manhã. O acolhimento ocorreu no Centro de Visitantes, com dinâmica para integrar o grupo, e seguiu para os jardins de Cheiros e Japonês. “Minha ideia foi ensinar a esses alunos um pouco mais sobre a importância dos jardins botânicos, que estão espalhados pelo mundo, e dar uma contextualização histórica. Muitos não sabem, por exemplo, que ao chegar ao Brasil, Dom João VI tomou três providências: criação da Polícia Militar, do Banco do Brasil e do Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Isso demonstra a riqueza desses espaços não só como instrumento de aprendizagem, mas, também, para conscientizar sobre preservação do meio ambiente”, destacou.

Lucas explicou que o Jardim Botânico de Brasília tem um viés forte de preservação do Cerrado, mas que abriga coleções importantes de plantas de todos os biomas. “Todos os espaços aqui foram pensados para receber o visitante e integrá-lo com a natureza e muitos desses conceitos podem ser aplicados por esses alunos em futuros projetos paisagísticos”, reforçou.

* Com informações do Jardim Botânico de Brasília

Fonte: agenciabrasilia.df.gov.br/2020/01/21/jardim-botanico-recebe-alunos-de-paisagismo-do-projeto-fabrica-social

Riacho Fundo: UBS cria grupo para ajudar pessoas com sobrepeso – Agência Brasília

0
Riacho Fundo: UBS cria grupo para ajudar pessoas com sobrepeso – Agência Brasília
Riacho Fundo: UBS cria grupo para ajudar pessoas com sobrepeso – Agência Brasília

Grupo teve início no segundo semestre de 2019 e já conta com 40 pacientes | Foto: Secretaria de Saúde / Divulgação

Profissionais da Unidade Básica de Saúde (UBS) 1, do Riacho Fundo 1, criaram um grupo para promover a perda de peso de forma saudável para os pacientes da unidade. O Grupo Viver Mais Leve oferece aos pacientes a busca e a prática de um estilo de vida mais saudável no horário estendido de atendimento da unidade de saúde.

Leia também

Hospital da Região Leste reestrutura Sala Vermelha e amplia leitos  

“A incidência do sobrepeso e da obesidade tem crescido muito nas últimas décadas. A obesidade é responsável por doenças como diabetes, hipertensão, doenças cardíacas, articulares e depressão. Neste sentido é fundamental a implementação de ações que busquem reduzir o crescimento do sobrepeso e da obesidade”, destaca o nutricionista da UBS 1, Fábio Pires.

O Grupo Viver Mais Leve teve início no segundo semestre de 2019 e já conta com 40 pacientes. As atividades são voltadas para adultos com sobrepeso e obesidade, com ou sem doenças associadas.

Nos encontros os pacientes recebem orientações de vários profissionais – como nutricionista, fisioterapeuta e psicólogo –, que trocam experiências entre eles e dão seu testemunho, incentivando uns aos outros.

Para participar do grupo é preciso ser morador do Riacho Fundo I | Foto: Secretaria de Saúde / Divulgação

“Esse trabalho ajuda demais. Com as terapias estou bem mais leve, perdi muito peso e me surpreendo com o novo corpo que venho ganhando a cada dia”, destaca o aposentado Francisco de Assis Pires, de 62 anos.

O grupo se reúne uma vez por mês para estimular a prática de atividade física, orientar sobre alimentação saudável e trabalhar as questões como ansiedade e compulsão alimentar. A próxima reunião será em 29 de janeiro.

“Uma vez inserido no grupo, o indivíduo participara de uma jornada de 12 meses, tendo como uma das metas a redução de seu peso de 5 a 10% no primeiro semestre”, pontua o nutricionista Fábio.

Para participar do grupo é preciso ser morador do Riacho Fundo I, procurar a equipe de saúde da família de referência do usuário e informar que deseja participar do Grupo Viver Mais Leve. Um novo grupo, com integrantes encaminhados pelas equipes, terá início em 31 de janeiro.

 

* Com informações da Secretaria de Saúde

Fonte: agenciabrasilia.df.gov.br/2020/01/21/riacho-fundo-ubs-cria-grupo-para-ajudar-pessoas-com-sobrepeso