banner

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

author photo
O bispo auxiliar de Brasília e secretário-geral da Conferência Nacional de Bispos do Brasil (CNBB), Dom Leonardo Steiner, afirmou ao Broadcast Político, serviço em tempo real da Agência Estado, que "o aborto favorece a eugenia, uma prática para selecionar pessoas perfeitas". Ele participou, nesta quarta-feira, 10, do lançamento da Campanha da Fraternidade Ecumênica, que neste ano discute o saneamento básico.
O tema da campanha foi destacado como oportuno pelas autoridades, já que a falta de saneamento está ligada a uma maior incidência de doenças - entre ela o zika, que tem causado um surto de microcefalia em bebês. O vírus é transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, que encontra em águas paradas as condições ideais para se proliferar.
"A microcefalia ocorre no Brasil há anos. Estão aproveitando o momento para introduzir novamente o assunto do aborto", disse Steiner, referindo-se aos grupos pró-legalização que pretendem levar a questão ao Supremo Tribunal Federal (STF). Em 2012, uma decisão histórica do STF tornou possível que gestantes interrompessem a gravidez de fetos anencéfalos.
O presidente do Conselho Nacional das Igrejas Cristãs do Brasil (Conic), dom Flávio Irala, afirmou que "existe uma preocupação com a vida de todos: mãe, bebê e famílias". A discussão sobre o aborto, disse ele, "está entrando de forma meio enviesada em função da microcefalia". Entretanto, as igrejas que compõem o Conic ainda não debateram oficialmente o tema.
Fonte: Estadao Conteudo
your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade