banner

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

author photo


Por: Camila Costa

Nome mais do que cogitado para ser a frente do Partido dos Trabalhadores (PT) no DF para o Palácio do Buriti, a diretora do Sindicato dos Professores do DF (Sinpro-DF) Rosilene Corrêa tirou o corpo fora. A decisão foi tomada pela sindicalista, no entanto, ainda não está oficializada pela sigla. Rosilene deve se reunir com membros do partido nos próximos dias para bater o martelo.

O nome da diretora surgiu entre novembro e dezembro do ano passado, depois de discussões internas do partido. O PT tem a intenção de lançar um nome que traga uma cara nova para o partido, até porque não vê chance de vitória este ano. Nomes como o de Rosilene e do ex-ministro da Justiça Eugênio Aragão apareceram como uma alternativa aos nomes tradicionais do PT-DF.

A diretora defende que o partido tenha candidatura própria, mas reconsiderou o pedido e retirou o nome da disputa. “Conversamos isso dentro do partido, para que ele ficasse mais livre para buscar as articulações que precisa”, explica Rosilene. “Hoje, a posição é de não ter meu nome na disputa.”

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade