banner

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

author photo

Por Delmo Menezes/Agenda Capital

Serão ofertadas 2000 vagas para 06 cursos de capacitação na área de confecção industrial, instalação e manutenção de placas fotovoltaicas, construção civil, dentre outros.

O governo de Brasília por intermédio da Subsecretaria de Integração de Ações Sociais – SIAS, da Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos (Sedestmidh), acaba de lançar processo seletivo para preenchimento de 2.000 vagas em diversos cursos da Fábrica Social. Os interessados em qualificação profissional poderão se inscrever no período de 17 a 26 de fevereiro em uma das modalidades. O Edital de Chamada Pública foi divulgado no Diário Oficial do Distrito Federal nesta quarta-feira (14).

As inscrições podem ser feitas pela internet, http://www.trabalho.df.gov.br/fabrica-social.html, ou por telefone, pelo número ‪0800 645 9445, nos dias úteis das 7h ‪às 19h, e aos sábados domingos e feriados no horário das 8h ‪às 18h, ou presencialmente, na Fábrica Social, na Cidade do Automóvel (Estrutural, Quadra 14, Conjunto 2, Lote 16).

De acordo com o subsecretário de Integração de Ações Sociais (SIAS), Virgílio Neto, “esta é uma oportunidade para pessoas serem inseridas no mercado de trabalho, deixando de lado a dependência do Estado”, explicou.

Placas solares fotovoltaicas produzidas por alunos da Fábrica Social Quais são os requisitos necessários para participar das inscrições dos cursos ofertados do programa fábrica social?

– Estar cadastrado (a) no Cadúnico – cadastro único de programas sociais do governo federal, no âmbito do distrito federal, com cadastro válido e atualizado;

– Ter renda per capita de até r$ 170,00 conforme decreto federal nº 8.232/2014;

– Residir no Distrito Federal;

– Possuir disponibilidade de seis horas para os turnos matutino ou vespertino.

– Idade mínima de 16 anos completos até 01/03/2018 (para categoria cadastro geral).

Ainda poderão se inscrever:

– Pessoas com deficiência;

– Pessoas idosas – idade igual ou superior a 60 anos completos até 01/03/2018;

– Adolescentes em conflito com a lei, que já cumpriram ou estejam em cumprimento de medida socioeducativa, com idade entre 14 anos (completos até 01/03/2018) e 17 anos.

Vagas destinadas por categoria:

– 85% público em geral;

– 5% pessoas com deficiência;

– 5% pessoas idosas (idade igual ou superior a 60 anos);

– 5% adolescentes em conflito com a lei, com idade entre 14 anos (completos até 01/03/2018) e 17 anos.

Turnos disponíveis: Matutino e vespertino

Cronograma:

– Dia 17/02 a 26/02: as inscrições do processo seletivo pelo telefone 0800-645-9445;

– Dia 27/02: ocorrerá o sorteio das vagas;

– Dia 28/02: publicação dos nomes dos contemplados no diário oficial;

– Dia 28/02 a 02/03: agendamento será por telefone das 07h às 19h;

– Dia 02/03: matrículas de segunda a sexta das 9h às 11h e das 14h às 17h conforme agendamento realizado pela CODEPLAN. A matrícula será realizada na sede da fábrica social. Alunos portando os documentos originais e cópias (CPF, RG, CTPS, comprovante de residência, comprovante de escolaridade e foto 3×4);

– Dados cadastrais devidamente atualizados;

– Dia 23/03: início das aulas;

– Turnos: matutino e vespertino.

Vagas disponíveis:

– 1000 vagas para confecção industrial e malharia;

– 800 vagas para confecção industrial em máquina reta;

– 50 vagas para instalação e manutenção de sistemas fotovoltaicos;

– 50 vagas para produção e cultivo de alimentos saudáveis (hortaliças);

– 50 vagas para marcenaria criativa (com madeiras recicláveis);

– 50 vagas para construção civil.

Os dois mil novos alunos serão selecionados via sorteio, por meio de sistema informatizado, no próximo dia 27. Os ganhadores serão informados por telefone, entre os dias 28 e ‪2 de março, para que seja agendada a efetivação da matrícula, que será feita pessoalmente na Fábrica.

A Fábrica Social é um programa destinado a promover educação profissional de pessoas em situação de vulnerabilidade, visando à criação de oportunidades concretas de inserção no mercado de trabalho e autonomia socioeconômica.

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade