banner

domingo, 4 de março de 2018

author photo


O procedimento cirúrgico ao qual Neymar será submetido na manhã deste sábado, liderado por Rodrigo Lasmar, estaria gerando um mal-estar entre o Paris Saint-Germain e a CBF. Atendendo à imprensa local, o médico da Seleção Brasileira garantiu que o camisa 10 sofreu uma fratura completa no quinto metatarso do pé direito, contrariando a primeira versão divulgada pelo clube francês, que alegou que o jogador havia sofrido apenas uma fissura – fratura incompleta.

Segundo o L’Equipe, as declarações de Lasmar afetaram diretamente a alta cúpula do PSG, que estaria acreditando que tudo faz parte de uma estratégia da CBF para que o jogador não esteja sujeito a maiores riscos e retorne aos gramados somente às vésperas da Copa do Mundo.

“Ele esperou o Neymar chegar ao Brasil e acusar o PSG. A gente confiou nele. O Neymar sofreu uma fissura incompleta, e Lasmar não é referência em cirurgia como são Roland [médico do PSG] e [Gérard] Saillant [médico escolhido pelo clube francês para acompanhar o procedimento cirúrgico]”, declarou uma fonte ao L’Equipe.

Outro grande veículo francês publicou sobre a rixa entre a diretoria parisiense e a CBF. O Le Parisien notifica que “Neymar saiu de Paris com uma fissura e chegou ao Brasil com uma fratura no quinto metatarso direito”.

Além disso, o Le Parisien alega que o departamento médico do Paris Saint-Germain e a comissão técnica liderada por Unai Emery não vêm tendo uma boa relação. Os dois setores do clube já teriam, inclusive, se desentendido no ano passado, quando Thiago Motta acabou lesionando o joelho e houve um impasse em relação à sua operação – no fim, o ítalo-brasileiro acabou sendo submetido a uma cirurgia.

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade