banner

sábado, 23 de junho de 2018

author photo
Da redação (Justiça Em Foco), com Lúcia Guerra. - sábado, 23 de junho de 2018

“A saída para evitar o endividamento é o incentivo à Educação Financeira”, diz Ana Paula Guedes
A representante do grupo Mulheres Empreendedoras Brasil, Ana Paula Guedes, participou de Audiência Pública na tarde (19/6) na Câmara Federal. Na ocasião, ela debateu sobre a PEC nº 160/2015 e as consequências na “organização financeira das famílias brasileiras".

O projeto estabelece limite de cobrança das taxas de juros, que interfere diretamente no orçamento das famílias brasileiras.

Durante a fala, a empresária, que já teve experiência de trabalho em multinacionais, defendeu a importância do aprendizado em Educação Financeira como um trabalho de base nas escolas públicas para incentivar crianças como economizar desde cedo.


Planejamento Financeiro tem que nascer da base, mas hoje as escolas públicas não têm esse ensino, essa matéria. Como podemos iniciar um planejamento financeiro se a criança desde pequena ela não sabe nem utilizar a mesada que ganha? ”, questiona Ana Paula Guedes.

Com experiência em atuação executiva, Ana Paula Guedes afirma que é necessário sair dos debates e executar ações de Políticas Públicas em prol de fomentar o conhecimento sobre Planejamento Financeiro já nos primeiros anos da escola pública.

“Tudo é base e educação, mas temos que sair da discussão e ir para a ação. Devemos nos unir e fazer acontecer. Hoje, por exemplo, cerca de 90% do funcionalismo público estão endividados e infelizmente o nosso país não é feito de gestão”, enfatiza a executiva.

Ana Paula Guedes afirma que a atual cobrança de juros é um descaso com o país e os brasileiros, e a o incentivo a Educação Financeira é uma saída para erradicar o endividamento das pessoas. O projeto tramita em caráter especial e aguarda apreciação do Plenário.

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade