banner

sábado, 19 de janeiro de 2019

author photo

"Não tenho problemas com polêmica", avisa Ibaneis Rocha
Declaração foi uma resposta à reação dos deputados distritais à convocação extraordinária para a votação do projetos como o que amplia o modelo de gestão do Hospital de Base para outras unidades de saúde
O governador Ibaneis Rocha (MDB) declarou na manhã deste sábado (19/1) que não tem problema com polêmicas. "Minha vida inteira como advogado convivi com polêmicas. Entre erros e acertos acho que acertamos mais", disse ao comentar a reação dos deputados distritais à convocação extraordinária para a votação do projetos como o que amplia o modelo de gestão do Hospital de Base para outras unidades de saúde e a afirmação dele de que vai processar quem não votar favorável à mudança.
A afirmação do goverandor aconteceu em Samambaia, onde ele lançou o Dia D de combate ao mosquito da dengue, que também é vetor para doenças como a febre amarela, zika e chikungunya. Para Ibaneis Rocha, a Câmara Legislativa é o ambiente para discussão e que não espera que o projeto saia do jeito que entrou. "Eu espero que eles, como deputados, façam o debate com a sociedade e indiquem as modificações que eles achem necessárias. Acho que num ambiente democrático é isso que acontece".
Essa semana, Ibaneis subiu o tom com os distritais. Ele afirmou que vai processar os deputados contrários à ampliação do modelo de gestão da área da sáude por cada morte de paciente. Sugeriu ainda que os parlamentares rasguem os planos de saúde e passem a procurar os hospitais públicos para receber atendimento.
Recuo
Apesar de manter o tom duro, o governador Ibaneis recuou na declaração de que processaria parlamentares. Na manhã deste sábado, disse acreditar que tanto os deputados da base quanto os da oposição querem o melhor para a sociedade. E pediu que os parlamentares sugiram as alterações, emendas. "Já fiz contato com os sindicatos, estou aberto ao debate. Só quero que me dêem instrumentos suficientes para eu trabalhar. É a única coisa que quero. Não tem necessidade de entrar com ação judicial contra eles (deputados)", finalizou.

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade