( 00:00:00 )

quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

author photo

“Quem está gastando com invasão vai perder dinheiro”, diz Ibaneis
Órgãos do governo realizarão, nos próximos dias, operações em oito pontos de sete regiões administrativas do Distrito Federal
O Governo do Distrito Federal (GDF) pretende focar no combate às invasões ilegais. Depois de anunciar a criação de uma delegacia especializada para a área e mudar o nome da Agência de Fiscalização (Agefis) para DF Legal, o governador Ibaneis Rocha (MDB) deu sinal verde para a realização, nos próximos dias, de operações em oito pontos de sete regiões administrativas. Além disso, pretende investir na política habitacional a fim de diminuir a demanda por moradias.
“Quem está gastando com invasão vai perder dinheiro. Vamos organizar os programas habitacionais do DF para atender a comunidade carente”, disse o governador, na tarde desta terça-feira (22/1), durante o lançamento do programa SOS Rural.
Estão na mira do GDF, invasões nas seguintes regiões: Lago Norte (Capoeira do Bálsamo), Planaltina (Mestre D’Armas), São Sebastião (Vila do Boa), Samambaia (dois pontos abaixo das Quadras 600), Riacho Fundo, Estrutural (Santa Luzia) e Taguatinga (26 de setembro). Segundo o presidente da, ainda, Agefis, Georgeano Trigueiro, esses são os locais prioritários. “Há características que chamaram mais atenção de que está ocorrendo ocupação desordenada”, explicou.
Trigueiro informou que são monitoradas, também, outras regiões com “focos de pronta resposta”, classificadas assim quando a ocupação está no início. “Há 11 pontos nessa situação que serão trabalhados”, completou.
No último domingo (20), conforme antecipou o Metrópoles, o governador Ibaneis Rocha (MDB) decidiu criar uma delegacia especializada em combate às invasões ilegais, após sobrevoar Planaltina, Varjão, São Sebastião, Riacho Fundo, Samambaia, Taguatinga e Estrutural.
As invasões de terra entraram na pauta da reunião da Governança, na manhã de segunda-feira (21). Trigueiro; o secretário de Segurança Pública, Anderson Torres; o chefe da Casa Civil, Eumar Novacki; e outros gestores discutiram formas de operacionalizar a nova delegacia e definiram quais áreas ocupadas irregularmente serão alvo dos órgãos públicos imediatamente.
ContrapartidaAlém de realizar operações para acabar com invasões, o governo também estuda formas efetivas de ofertar moradia para a população a fim de evitar novas ocupações com intuito de regularização futura.

O objetivo é mudar essa “cultura”, de acordo com Trigueiro. “Os órgãos do GDF vão criar mecanismos para receber a demanda da população com relação à moradia e, a partir daí, desenvolver trabalho para procurar atendê-la”, afirmou. “O governador decidiu criar a delegacia especializada para investigar as pessoas que se aproveitam da necessidade da população”, concluiu.


your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior