sexta-feira, 22 de novembro de 2019

author photo
Esq: Milton Benício, Assessor da Presidência – Jacilene Monte, Secretária – Maria Angélica, Assessora da Presidência – Simone, Superintendente da Região Norte – Eugênio Piedade, Pres. do CDDF

No dia (19) na sede do CDDF, no condomínio mansões entre lagos, aconteceu a reunião técnica e institucional para a criação de mais duas Secretarias na estrutura do CDDF que são: Secretaria de Valorização as Religiões Afro-Brasileiras e Secretaria de Valorização das Religiões Judaicos Cristãs.



Estavam presentes na reunião a convite do presidente Eugênio Piedade: Simone, Superintendente da região norte – Edimilson Carvalho, presidente do CONVIDA – Maria Angélica, assessora especial da presidência do CDDF – Milton Benício, Assessor Especial do CDDF e Jacilene Monte, Secretária do CDDF.
Para assumir a nova Secretaria, foi convidada a psicopedagoga Jacilene Monte, que ocupava a presidência do Conselho de Desenvolvimento do Itapoã.


Jacilene monte, é muito conhecida entre os seguidores das religiões de matriz africana, possuindo vasto conhecimento na história dos afrodescendentes no Brasil, tem uma excelente interlocução com os sacerdotes e sacerdotisas das religiões da umbanda e candomblé.
De acordo com informações, as religiões de origem africana tem aproximadamente 100 mil seguidores e simpatizantes em toda Brasília e entorno (RIDE).
A Secretária Jacilene Monte é psicanalista, psicopedagoga, terapeuta holística e mestre em heiki e está graduando em teologia das religiões africanas.
A nova Secretária tem como objetivo entre outros de buscar subsídios para elaboração de um projeto que atenda as demandas sociais e para o desenvolvimento dessa comunidades religiosas.


A nova Secretária já faz vários projetos na cidade do Itapoã/Paranoá, vejam algumas fotos

“Estamos em pleno século 21 é inconcebível que tenhamos esse tipo de preconceito, atribuo a falta de conhecimento da história e da cultura dos afrodescendentes“ disse Eugênio Piedade.
Segundo o presidente Eugênio Piedade, a criação da Secretaria de Valorização as Religiões Afro-Brasileiras, conhecidas também como de matriz africana, visa atender os anseios dessas comunidades que por falta de conhecimento vêm sofrendo perseguições, discriminação, preconceito e intolerância.
Já exercendo as funções da sua pasta, à Secretária Jucilene Monte esteve presente à Audiência Pública proposta pela Deputada Distrital e Procuradora Especial da Mulher, Júlia Lucy (NOVO) uma audiência pública para debater a importância do homem no enfrentamento da violência intrafamiliar na CLDF.

A criação dessa Secretaria também faz parte do compromisso do CDDF com o dia da consciência negra que se comemora no dia 20 de novembro, dia que lembramos da luta e história de Zumbi dos Palmares, herói da resistência negra contra a escravidão no Brasil.
A Secretária Jacilene Monte, se sentiu muito honrada em está frente desse projeto de valorização as religiões afrodescendentes e da cultura negra.
“É um desafio gigante, mais vejo com excelentes olhos poder está trabalhando com as lideranças religiosas, apresentando o projeto do CDDF e buscando parcerias para executar as ações que se fizerem necessária“.
Edimilson Carvalho, presidente do Consórcio Nacional de Valorização ao Desenvolvimento (CONVIDA), salientou que a criação dessa Secretaria é uma demonstração que o CDDF é mais que um simples grupo, mas um organização que busca agregar todos os seguimentos da sociedade civil e religiosa organizada. E repudia qualquer tipo de preconceito de gênero ou religioso.
A Constituição Federal no seu artigo 5º, diz que a liberdade crença é “inviolável“, o mesmo documento garante a proteção aos locais de culto e suas liturgias.
Com a saída da Jacilene Monte da presidência do Conselho de Desenvolvimento do Itapoá, foi convidada a nutricionista Débora Monte que aceitou de pronto o desafio de assumir a presidência do Conselho na localidade.
Fotos: Comunicação do CDDF e internet.
Fonte: http://egnews.com.br com informações do Blog Edmilson News
your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Tempo Agora

ESTRUTURAL - DF TEMPO AGORA