sexta-feira, 1 de novembro de 2019

author photo

Entre os anos de 2003 e 2016 a Rede Globo recebeu R$ 10,2 bilhões de publicidade federal. Neste período governaram Luís Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff.
Os gastos divulgados pela Folha de São Paulo referem apenas a verba publicitária de órgãos federais destinados às emissoras de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Brasília e Recife.
Sem contar os valores pagos para as afiliadas como a de Rio Grande do Sul e Santa Catarina, do Grupo RBS, que receberam R$ 63,7 milhões neste mesmo período.
Ou a afiliada da Bahia, Rede Bahia, que recebeu R$ 50,9 milhões de verbas federais destinadas à publicidade durante os 12 anos de governo do PT.



Outras afiliadas também receberam dinheiro federal, como a TV Tem que transmite a programação da Globo para o interior de São Paulo que recebeu R$ 8,5 milhões.
Foram distribuídos bilhões para veicular comerciais estatais em TVs abertas durante os governos de Lula e Dilma, desse valor as TVs da Rede Globo conseguiram R$ 10,2 bilhões.
Os dados sobre os gastos públicos federais com publicidade passaram a ser divulgados desde 2000. Entre os anos 2000 e 2016 o Grupo Globo recebeu R$ 10,2 bilhões da União

Antes, vale a pena verificar os dados de 2000 a 2016, todos oficiais e os últimos disponíveis a respeito de publicidade estatal federal. Para resumir, o Grupo Globo recebeu R$ 10,2 bilhões da União nesse período.


Essas informações foram publicadas no Poder360 há pouco mais de 1 ano, em 5 de julho de 2017, numa reportagem com apuração de Mateus Netzel. Eis os valores recebidos pelas empresas do Grupo Globo. A soma dos totais das 4 colunas resulta em R$ 10,2 bilhões:
your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Tempo Agora

ESTRUTURAL - DF TEMPO AGORA