Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Últimas notícias

latest

BRASIL | POLÍTICA - Bolsonaro volta a defender porte de arma no Brasil: ''Quanto mais, melhor!''

Jair Bolsonaro em live na noite desta quinta-feira(foto: Facebook/ Reprodução) Presidente ainda disse que seu governo 'não quer saber de...

Jair Bolsonaro em live na noite desta quinta-feira(foto: Facebook/ Reprodução)

Presidente ainda disse que seu governo 'não quer saber de campanha do desarmamento'. Declarações foram feitas em live na noite desta quinta-feira (17/6)
O presidente Jair Bolsonaro voltou a defender o armamento na noite desta quinta-feira (17/6), em live pelas redes sociais.
 "Quanto mais pessoas tiverem armadas, melhor. Todas as ditaduras são precedidas de uma campanha de desarmamento. 
Nosso governo não quer saber de campanha do desarmamento", disse o presidente
Bolsonaro ainda afirmou que o Governo Federal deve entrar com um projeto de lei para recadastramento para o porte de armas.
"A gente pretende, nem que seja por um projeto de lei, dar mais um passo para recadastramento. 
Quem tem arma que não está legalizada em casa puder legalizar sua arma", promete.
Bolsonaro sobre caso Lázaro: ''Arma deixa você dormir em paz em casa''
De acordo com o chefe do Executivo, a população armada é a solução para este tipo de crime

O presidente Bolsonaro opinou sobre o assunto em frente ao Palácio da Alvorada(foto: Evaristo Sá/AFP - 5/5/20)
O presidente Jair Bolsonaro comentou nesta quinta-feira (17/6) o caso do serial killer Lázaro Barbosa de Sousa, de 32 anos, que aterroriza cidades do Distrito Federal e de Goiás desde a semana passada. De acordo com o chefe do Executivo, a população armada é a solução para este tipo de crime.
Ele disse ainda que "antes não tinha solução" para cidadãos que solicitavam a posse de armas de fogo e tinham o pedido negado. "Aumentou muito", declarou ele sobre a quantidade de brasileiros armados.
Durante sua fuga, que já dura nove dias, Lázaro Barbosa invadiu chácaras e roubou armas e munições. 
Os equipamentos foram utilizados para balear chacareiros e policiais que estão na caçada pelo criminoso. 
Ele matou quatro pessoas a facadas e tiros em Ceilândia. 
As buscas se concentram na região de Cocalzinho, com cerca de 300 policiais, que devem receber reforço de 20 homens da Força Nacional.
Ao ser questionado por apoiadores, em frente ao Palácio da Alvorada, o presidente disse: "Tem mulher aqui, né? Vocês queriam ter uma arma? Arma deixa você dormir em paz em casa", disse o chefe do Executivo federal.

FONTE: EM.COM.BR

Nenhum comentário