banner

sábado, 18 de agosto de 2018

author photo

O debate entre candidatos a Presidência da República finalmente esquentou com o embate entre Jair Bolsonaro (PSL) e Marina Silva (Rede). O deputado questionou a ex-ministra e ex-senadora sobre armamento. A candidata respondeu prontamente: “Não”. Ela aproveitou todo o resto de seu tempo de resposta para confrontar Bolsonaro quanto à postura do candidato sobre paridade salarial entre homens e mulheres.

“Queria te dizer uma coisa, Bolsonaro. Você disse que a questão dos salários menores para as mulheres é uma coisa que não precisa se preocupar porque já está na CLT [Consolidação das Leis do Trabalho]. Só diria isso uma pessoa que não sabe o que significa uma mulher ganhar um salário menor que um homem, tendo as mesmas capacidades e a mesma competência, ser a primeira a ser demitida e última a ser promovida e quando vai a uma fila de emprego pelo simples fato de ser mulher não ser aceita”, disparou a presidenciável.

A candidata continuou: “Então, não é uma questão que não precisa se preocupar. Tem que se preocupar sim. Quando se é presidente da República, a gente tem que fazer cumprir o artigo 5º da Constituição Federal, que diz: nenhuma mulher deve ser discriminada. Não fazer vista grossa, dizendo que não precisa se preocupar. Um presidente da República precisa se preocupar sim”. Foi aplaudida e, na sequência, cumprimentada por Guilherme Boulos (PSol): “Parabéns, Marina, por colocar o Bolsonaro em seu lugar”.

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade