sexta-feira, 18 de outubro de 2019

author photo

Pesquisa para 2022: Moro é o mais popular e Lula, o mais forte da esquerda
Levantamento divulgado nesta sexta-feira indica que, se as eleições fossem hoje, Sergio Moro seria o nome com mais condições de vencer Bolsonaro. O ex-presidente Lula segue o nome mais forte do campo à esquerda
Mesmo que as próximas eleições presidenciais só ocorram daqui a três anos, as projeções sobre prováveis candidatos à Presidência em 2022 já começaram. Uma pesquisa divulgada nesta sexta-feira (18/10) testa a força atual dos principais nomes cotados para a disputa.
O levantamento, feito pela revista Veja, em parceria com a FSB, mostra uma força maior de nomes da direita, como o presidente Jair Bolsonaro; o ministro da Justiça, Sergio Moro; e o apresentador Luciano Huck, que surpreende a mostrar números altos para quem nunca concorreu. No campo à esquerda, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva continua o personagem mais forte.
Nos dois cenários de primeiro turno em que foi incluído, Bolsonaro fica à frente. No primeiro, tem 34%, seguido de Fernando Haddad (PT), com 17%; Luciano Huck, com 11%; Ciro Gomes (PDT), com 9%; João Amoêdo, com 5%; e João Doria (PSDB), com 3%.
Quando Sergio Moro entra da disputa, Bolsonaro ainda fica em primeiro, mas perde votos. O resultado desse cenário é: Bolsonaro (24%), Moro (17%), Huck (15%), Haddad (14%), Ciro (10%), Amoêdo (4%) e Doria (3%). Sem o presidente na disputa, Moro se torna o preferido do eleitor, com 30% da preferência.
A força de Moro
A pesquisa testou ainda diversos cenários de segundo turno, em alguns dos quais incluiu Lula. Esses cenários apontam Moro como o mais popular (é o único a vencer Bolsonaro) e Lula como um nome mais forte que o de Haddad.
Veja abaixo as projeções para o segundo turno:
Bolsonaro 46%
Lula 38%
Bolsonaro 46%
Doria 26%
Bolsonaro 43%
Huck 39%
Bolsonaro 47%
Haddad 34%
Huck 40%
Haddad 29%
Moro 38%
Bolsonaro 34%
Moro 50%
Lula 37%
Moro 49%
Huck 32%
Moro 52%
Haddad 31%

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Tempo Agora

ESTRUTURAL - DF TEMPO AGORA