Page Nav

HIDE

Últimas notícias

latest

Semana abre com 344 vagas de emprego disponíveis

  O cadastro para as oportunidades em diversas regiões de Brasília pode ser feito por aplicativo ou pessoalmente em uma das 14 unidades das ...

 


O cadastro para as oportunidades em diversas regiões de Brasília pode ser feito por aplicativo ou pessoalmente em uma das 14 unidades das agências do trabalhador


Por Jak Spies, da Agência Brasília | Edição: Ígor Silveira

Nesta segunda-feira (10), 523 vagas estão disponíveis pelas agências do trabalhador para quem está em busca de emprego no Distrito Federal, com salários que variam entre R$ 1.412 e R$ 5 mil. Algumas oportunidades exigem experiência comprovada; outras não.

Mesmo que nenhuma das oportunidades do dia seja atraente ao candidato, o cadastro vale para oportunidades futuras, já que o sistema cruza dados dos concorrentes com o perfil que as empresas procuram

Entre os espaços disponíveis, 20 são para representante comercial autônomo em Ceilândia (R$ 2.800). A mesma quantidade de vagas também é ofertada em Samambaia Sul, sendo dez na função de padeiro e outras dez como pizzaiolo – ambas com um salário de R$ 1.515.

Nos salários acima de R$ 2 mil, há cinco vagas disponíveis no Núcleo Bandeirante para mecânico de autos em geral (R$ 3.397,48) e três oportunidades para eletricista de instalação de veículos automotores (R$ 3.393,72), na mesma região. Na Asa Sul, um salário de R$ 3.800 é oferecido para seis vagas de garçom.

Mesmo que nenhuma das oportunidades do dia seja atraente ao candidato, o cadastro vale para oportunidades futuras, já que o sistema cruza dados dos concorrentes com o perfil que as empresas procuram.

Empregadores que desejam ofertar vagas ou utilizar o espaço das agências do trabalhador para entrevistas podem se cadastrar pessoalmente nas unidades ou pelo aplicativo Sine Fácil. Também é possível solicitar atendimento pelo e-mail [email protected]. Pode ser utilizado, ainda, o Canal do Empregador, no site da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda do DF (Sedet).

Nenhum comentário