banner

domingo, 8 de junho de 2014

author photo



Depois que a Lei 4.848/12, que dispõe sobre a destinação de espaços exclusivos para mulheres e portadores de necessidades especiais no Sistema Metroviário do DF de autoria do deputado Evandro Garla entrou em vigor ano passado, temos visto um aumento recorde de denúncias de assédios no interior dos ônibus. Para ter uma ideia, já foram registrados 20 casos em apenas quatro meses. Isso significa que o Distrito Federal já registrou praticamente a metade do quantitativo anterior.

Se compararmos ao quadrimestre do ano passado, houve um aumento de 33%. Esses números são da Secretaria de Segurança com base em levantamentos realizados nas delegacias do DF.
A Lei conhecida como “vagão para as mulheres” foi um incentivo para outras campanhas contra o assédio sexual dentro do transporte público. Os dados nos mostram que nos dias atuais as mulheres estão mais dispostas a denunciar os abusos que sofrem.

O deputado Evandro Garla que é autor da proposição declarou que o intuito é valorizar e incentivar o respeito as mulheres dentro do transporte público. “A mulheres merecem ser respeitadas e a propagação das campanhas de conscientização são extremamente importante para inibir o assédio sexual no transporte público”, ressaltou


Texto: Geysa Albuquerque
your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade