banner

quinta-feira, 22 de março de 2018

author photo

Durante 20 minutos, mais de 127 mil residências ficaram sem energia

Moradores de Planaltina, Setor Habitacional Contagem (Sobradinho), Brazlândia e Gama também foram afetados, na tarde desta quarta-feira (21), pelo apagão que atingiu 14 estados do Norte e do Nordeste. Durante 20 minutos, mais de 127 mil residências ficaram sem energia elétrica. Segundo a Companhia Energética de Brasília (CEB), quatro subestações foram deligadas automaticamente e o desabastecimento durou entre 15h48 e 16h08.

A companhia informou que houve uma perturbação no Sistema Interligado Nacional que levou à atuação do ERAC (Esquema Regional de Alívio de Carga) no DF e em outros estados. “O ERAC é um sistema de proteção que, por meio do desligamento automático e escalonado de blocos de carga, utilizando relés de frequência, minimiza os efeitos de subfrequência decorrentes de perda de grandes blocos de geração”, comunicou.

Leia também: Defeito em estação faz CEB desligar luz em Taguatinga

Falha em disjuntor

Nesta noite, o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), órgão federal responsável por gerenciar e fiscalizar a entrega de energia em todo o País, comunicou que o apagão foi provocado por uma falha em um disjuntor da subestação de Xingu, que é responsável pelo escoamento de praticamente toda a geração da usina de Belo Monte, provocando um colapso na distribuição de energia para 13 Estados do Norte e Nordeste por mais de três horas. As causas da falha no disjuntor, que afetou mais de 70 milhões de pessoas, estão sendo apuradas e devem ser conhecidas em 10 a 15 dias.

Embora tenha se concentrado nas regiões Norte e Nordeste, casos de falta de energia também foram registrados em alguns municípios de São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Santa Catarina. Por meio de nota, o ONS comunicou que “uma perturbação” no Sistema Interligado Nacional (SIN), a rede nacional de distribuição de energia, causou o desligamento de cerca de 18 mil megawatts (MW), majoritariamente localizados nas regiões Norte e Nordeste.

Serviços afetados

Nas regiões Norte e Nordeste, a queda de energia paralisou semáforos e também afetou a circulação de trens e metrôs. O comércio também teve que fechar mais cedo. De acordo com a Infraero, alguns aeroportos, como o de Salvador, sofreram com o apagão, mas a queda não afetou as operações de pouso e decolagem, uma vez que os geradores de energia foram acionados. Não há informações de atrasos nos voos decorrentes da queda de energia.

Levantamento realizado pela Agência Brasil aponta que nos estados do Maranhão e Pernambuco o apagão foi total. Em Pernambuco, assim como no Ceará e na Bahia, o serviço de metrô foi afetado e os trens pararam, deixando milhares de passageiros sem transporte.

Na Região Norte, Manaus, ficou inteiramente sem energia. A queda de energia afetou ainda o Tocantins, o Amapá, o Pará, a Paraíba, o Rio Grande do Norte, o Piauí e Sergipe.

Fonte: Da redação, com agências
your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade