banner

segunda-feira, 9 de abril de 2018

author photo

Estações do Metrô-DF amanhecem fechadas após furto de cabos
Segundo o Metrô-DF, o furto de cabos de cobre e de fibra óptica interrompeu comunicação entre trens entre as estações Arniqueiras e Central
O metrô do Distrito Federal foi interditado entre as estações Arniqueiras e Central na manhã desta segunda-feira (9/4) por causa de um furto dos dos cabos de cobre e de fibra óptica que interligam as estações Shopping e Feira durante a madrugada. Após o problema, o Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER/DF) liberou as faixas exclusivas para carros e motocicletas comuns até às 23h59 desta segunda-feira. A medida vale para as pistas na Estrada Parque Taguatinga-Guará (EPTG) e na Estrada Parque Núcleo Bandeirante (EPNB).

Segundo a Companhia do Metropolitano do DF (Metrô-DF), até as 7h os trens só estavam circulando entre as estações Arniqueiras e Samambaia e entre Arniqueiras e Ceilândia. Nos demais trechos, não havia comunicação entre "o trem, a via e o centro de controle". Da estação Guará até a Central, todas as estações estavam fechadas.
Continua depois da publicidade

A companhia ainda não informou a quantidade de cabos furtados. Também não há previsão de normalização das atividades do metrô.

Greve

Os metroviários decidiram, em assembleia na noite de domingo (8/4), por uma greve a partir de meia-noite de 16 de abril. A categoria reivindica reajuste salarial, de acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários do DF (Sindmetro-DF). Antes disso, uma nova assembleia deve ser realizada, no dia 15 de abril.

No fim do ano passado, os metroviários fizeram uma greve que durou 40 dias. A categoria só voltou a trabalhar depois de uma decisão do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT-10), em 19 de dezembro de 2017.
your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade