banner

quarta-feira, 13 de junho de 2018

author photo


Por Fred Lima

Nomes relevantes do PSB-DF negam tal hipótese nos bastidores, mas a ex-governadora Maria de Lourdes Abadia, recém-filiada à legenda do governador Rodrigo Rollemberg, pode ser o plano B dos 45 minutos do segundo tempo, caso a rejeição do chefe do Buriti continue aumentando.

Se o PSB optar por um projeto de poder menos arriscado, Abadia é o nome mais viável, visto que já foi governadora do DF, deputada federal e é admirada por parte da população. Entretanto, se o partido for para o tudo ou nada com Rollemberg, a chance de continuar administrando o DF por mais quatro anos será extremamente remota.

Em mês de Copa do Mundo, o principal “jogador” do PSB vai ter que melhorar seu desempenho em “campo”. Caso contrário, poderá ser substituído faltando um minuto para o fim da “partida”.



Da Redação
your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade