banner

sábado, 30 de junho de 2018

author photo

O filme O Virgem de 40 anos conta a história de Andy (Steve Carell), um homem tímido e inseguro que, como o próprio título denuncia, ainda não experimentou nenhum contato íntimo em sua idade adulta. Apesar de o longa se tratar de uma comédia e de uma ficção, muitas pessoas lidam com a pressão de perder a virgindade na vida real.

De acordo com um estudo da Viacom, 1/4 dos jovens de 18 a 24 anos são virgens. Nos Estados Unidos, na mesma faixa etária, o número chega a 53%. Mundialmente, o total é de 38%. Após os 25 e até os 29, a marca de adultos virgens chega a 11%; na faixa 30–39, 4%; e, entre a de 40–49, o número é 5%.
Embora exista muita pressão externa para se perder a virgindade, é importante lembrar que, independentemente da sua faixa etária, essa é uma questão extremamente pessoal e a experiência só deve acontecer com alguém de confiança e quando você se sentir confortável.
Segundo a psicóloga Pamela Stephenson Connolly, outra coisa a se considerar é a própria imagem corporal. “Ser amigo do seu corpo é um importante pré-requisito para a felicidade. Se você pensar que parceiros irão sempre julgar você, será mais difícil se conectar de forma sensual com eles. Por outro lado, se existe conforto com seu próprio corpo e você sabe o que te excita, outros se sentirão atraídos”, ela explica ao The Guardian.

Para finalizar, Connolly enfatiza a importância da escolha do parceiro para sua primeira experiência. “Não apresse o acontecimento só para riscar um item da sua lista. Aprender a aproveitar o sexo com outra pessoa é algo, de fato, desafiador, então se ajude e escolha alguém gentil, conciliador e confiável. Acredite, pessoas assim existem”.

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade