banner

quinta-feira, 9 de agosto de 2018

author photo

MÔNICA D'AIDÊ - DIFERENTE DOS OUTROS, IGUAL A VOCÊ. O Jornal Folha do Trabalho, entrevistou a pré-candidata a deputada distrital e moradora da Estancia Mestre D’Armas para falar um pouco do seu trabalho social na cidade de Planaltina-DF.
Quem é Mônica D'Aidê
Mônica de Menezes de Assis, mais conhecida como Mônica D'Aidê, natural de Santa Luzia Maranhão, é Enfermeira Pós Graduada em Saúde Pública, chegou na Capital da Republica em 1990, morou nas cidades de Brazlândia, Sobradinho, atualmente reside em Planaltina DF há 25 anos, filha mais velha de 7 irmãos, perdeu seu pai ainda na adolescência, o falecimento do chefe de família, não foi nada fácil, sua mãe Aidê Francisca de Menezes, se viu sozinha com 7 filhos menores de idade, sendo Mônica de Menezes a mais velha, com apenas 16 anos de idade, teve que trabalhar duro para junto a sua mãe cuidar dos seus irmãos mais novos.
Jornal Folha do Trabalho:
Porque escolheu ser líder comunitária, uma função sem remuneração e ao mesmo tempo muitas das vezes não é reconhecida pelos governantes?
Mônica D'Aidê
Na verdade, não foi uma escolha, comecei auxiliando minha mãe, e aos poucos foi acontecendo os movimentos em defesa dos moradores da Estancia Mestre D'Ármas e entorno de toda Planaltina.
Jornal Folha Do Trabalho:
Como foi para você continuar os estudos diante de tantas dificuldades?
Mônica D'Aidê:Mesmo diante das dificuldades, não desistir dos meus estudos, hoje em dia para você ter uma oportunidade na vida depende muito de uma formação acadêmica, formei em enfermagem e pós-graduada em saúde pública pela faculdade (ICESP), sou mãe de 2 filhos, casada, trabalhei como estagiária no Hospital Regional da Asa Norte (HRAN), e ministrei aula para técnicos de enfermagem, e atuei no Ministério da Saúde.
Jornal Folha do Trabalho:
Porque ser pré-candidata a deputada distrital para disputar uma vaga na Câmara Legislativa diante de tanta negatividade na política brasileira?
Mônica D'Aidê:
A política é algo positivo para quem quer fazer o bem, mais existe pessoas que nunca poderiam está dentro dela, se brasilienses escolher está Mônica D'Aidê em outubro, com certeza terá uma luz no fundo do túnel na CLDF, para somar com projetos de Leis e Emendas parlamentar para realizar diversas obras que precisam ser feitas em nossa cidade.
Jornal Folha do Trabalho:
Você pretende lutar em qual área na cidade de Planaltina?
Mônica D'Aidê:
Quero lutar para melhora o transporte público desta cidade, fiscalizar melhor os hospitais, buscar parceria com empresários para a implantação de empresas e industrias para gerar emprego na nossa região para todos.
Jornal Folha do Trabalho:
Qual seu partido político pelo qual você irá concorrer a deputada distrital?
Procurei vários partidos políticos e principalmente aqueles que defendem a bandeira da família e decidir filiar ao Partido Social Cristã PSC, estou muito confiante com o apoio do meu partido e dos amigos que estão ajudando nesta caminhada que não é nada fácil.
Mônica D'Aidê, é líder comunitária de Planaltina-DF, enfermeira pós-graduada em saúde pública e pré-candidata a deputada distrital pelo PSC de Brasília.


your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade