banner

terça-feira, 28 de agosto de 2018

author photo

Veja como acompanhar o debate do Correio com candidatos ao Buriti
Sete candidatos ao Palácio do Buriti participam, hoje à tarde, de debate promovido pelo Correio Braziliense. O encontro será transmitido ao vivo pela TV Brasília, pelo Facebook, pelo Twitter e pelo YouTube. Formato do programa prevê quatro blocos
Sete candidatos ao Palácio do Buriti ficarão frente a frente hoje à tarde para apresentar propostas, discutir os problemas de Brasília e questionar as promessas dos adversários. O Correio Braziliense promove, a partir das 17h, debate entre políticos que disputam o Governo do Distrito Federal. Participam do evento os candidatos Alberto Fraga (DEM), Eliana Pedrosa (Pros), Fátima Sousa (PSol), Ibaneis Rocha (MDB), Júlio Miragaya (PT), Rodrigo Rollemberg (PSB) e Rogério Rosso (PSD) (veja abaixo quem é quem).
O encontro será realizado no estúdio da TV Brasília e será transmitido ao vivo pela rede de televisão, pelo Facebook, pelo Twitter e pelo YouTube do Correio. A edição impressa do jornal de amanhã trará uma ampla cobertura das discussões e das propostas apresentadas. O jornal convidou para o debate todos os políticos filiados a partidos com pelo menos cinco representantes no Congresso Nacional. Essa é uma determinação da Lei nº 13.488/2017, sancionada em 6 de outubro do ano passado, e mais conhecida como a minirreforma eleitoral. A regra vale para a transmissão de debates por emissoras de rádio e de televisão.
Continua depois da publicidade
O evento terá quatro blocos e será mediado pela editora-chefe da TV Brasília, Simone Souto. Na primeira etapa, jornalistas do Correio Braziliense farão perguntas para cada um dos candidatos e escolherão outro concorrente para comentar a resposta. Cada participante terá dois minutos para a resposta.
A ordem para as respostas foi sorteada previamente em reunião com os assessores dos candidatos. No segundo e no terceiro blocos, candidato pergunta para candidato. Cada um terá direito a um minuto para fazer questionamento a qualquer um dos oponentes. O escolhido terá dois minutos para a resposta. O direito de réplica e de tréplica será concedido com o tempo de um minuto para cada uma das situações.
Cada candidato poderá ser escolhido até duas vezes em cada bloco. A ordem para as perguntas foi escolhida em sorteio prévio. Se houver concorrente que não foi escolhido para resposta, ele falará durante dois minutos, sem direito a réplica e tréplica. No quarto bloco, os candidatos terão dois minutos para fazer as considerações finais. Cada um terá dois minutos, e a ordem também foi definida em sorteio prévio.
Decisivo
O encontro entre concorrentes ao GDF é apontado pelos políticos como um dos momentos mais importantes da campanha eleitoral. Para os cidadãos que vão às urnas, o confronto é uma oportunidade de definir o voto — especialmente diante do grande número de eleitores indecisos. Pesquisa encomendada pelo Correio Braziliense e realizada pelo Instituto Opinião Política revela um cenário de indefinição na disputa pelo Palácio do Buriti. Quatro candidatos aparecem empatados tecnicamente na liderança da corrida pelo governo.
O levantamento, realizado entre 10 e 13 de agosto, mostrou que o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) tem 12,3% das intenções de votos. A ex-distrital Eliana Pedrosa aparece com praticamente o mesmo percentual do chefe do Executivo: 12,1%. Como a pesquisa tem uma margem de erro de três pontos percentuais, o terceiro e o quarto colocados no levantamento estimulado também estão em empate técnico com os líderes. Rogério Rosso (PSD) tem 8,5% das intenções de voto, e Alberto Fraga (DEM), 8,4%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) com a identificação DF-03100/2018. O total de indecisos chama a atenção: 12,8% não sabem quem escolher para o governo, e 32,9% dos eleitores declararam que vão votar nulo ou em branco.

Quem é quem

Confira o perfil dos sete participantes do debate no Correio Braziliense:
Alberto Fraga (DEM)

Coronel da Polícia Militar na reserva, Fraga é sergipano e tem 62 anos. Assumiu o primeiro mandato como deputado federal em 1999, como suplente. Licenciou-se do mandato parlamentar entre 2003 e 2007 para exercer o cargo de Secretário de Transportes. Em 2014, elegeu-se deputado federal. Hoje, coordena a bancada da bala no Congresso.

Eliana Pedrosa (Pros)

A ex-deputada distrital nasceu em Minas Gerais, mas cresceu no Rio de Janeiro. Chegou a Brasília aos 15 anos e se formou em química pela Universidade de Brasília (UnB). Atuou na empresa do pai, onde começou no almoxarifado até chegar à diretoria. Foi distrital por três mandatos e ocupou a Secretaria de Desenvolvimento Social.

Fátima de Sousa (PSol)

A candidata do PSol tem 57 anos e é paraibana do município de São José da Lagoa Tapada. Enfermeira sanitarista, é doutora e ocupou o cargo de diretora da Faculdade de Ciências da Saúde da UnB. Mora em Brasília desde 1993. No Ministério da Saúde, coordenou a gerência nacional do Programa de Agentes Comunitários de Saúde.

Ibaneis Rocha (MDB)


Ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil no Distrito Federal (OAB/DF), Ibaneis é de família piauiense e tem 47 anos. Formado pelo Centro Universitário de Brasília (UniCeub), abriu o próprio escritório nos anos 1990 e se destacou como advogado de várias categorias do serviço público.

Júlio Miragaya (PT)

Economista e carioca, o petista tem 60 anos. Miragaya comandou a Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan) entre 2012 e 2014. É conselheiro federal do Conselho Federal de Economia (Cofecon), e presidiu a entidade entre 2016 e 2017. Foi candidato a deputado federal no Rio de Janeiro nos anos 1990, mas não se elegeu.

Rodrigo Rollemberg (PSB)

Rodrigo Rollemberg tem 59 anos e é governador do DF desde 2015. Ocupou mandatos de deputado distrital por duas vezes, de federal e de senador. Carioca, Rollemberg chegou à cidade em 1960. É formado em história pela UnB, onde iniciou a atividade política. Foi secretário de Turismo e titular da Secretaria de Inclusão Social do Ministério de Ciência e Tecnologia.

Rogério Rosso (PSD)


O deputado federal Rogério Rosso (PSD) é carioca e tem 49 anos. Ele chegou à Câmara dos Deputados em 2007 e, três anos depois, foi eleito governador tampão do Distrito Federal. Advogado, músico e fã de ciclismo, Rosso presidiu a Codeplan, foi administrador de Ceilândia e secretário de Desenvolvimento Econômico do DF.

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade