banner

segunda-feira, 17 de setembro de 2018

author photo

Chico Leite sobre Cristovam: “Se pensássemos igual, estaríamos juntos”
O postulante concorre pela Rede, na coligação Brasília de Mãos Limpas. Entrevista foi transmitida ao vivo pelo portal, YouTube e Facebook

O candidato do Distrito Federal ao Senado Chico Leite (Rede) comentou ao Metrópoles nesta segunda-feira (17/9) sobre seu distanciamento do ex-aliado e atual adversário Cristovam Buarque (PPS). “Eu tenho muito respeito pelo professor e pelos outros concorrentes”, ponderou. Ambos foram filiados ao PT e disputaram lado a lado diversas eleições. “Agora, se pensássemos igual, estaríamos juntos.”
“Eu quero propor mais, bater de porta em porta nos ministérios para trazer recursos a nossas cidades, melhorar a relação com os servidores públicos, dar a parcela do reajuste e criar mais condições para qualidade de vida. Para isso, preciso trazer recursos”, declarou.
Questionado se atualmente faltam ações como as citadas por ele, Chico preferiu evitar polêmica. “Eu respeito todos os perfis, acho que esse julgamento precisa ser feito pelo eleitor”, afirmou. O pretenso senador compõe a coligação Brasília de Mãos Limpas, que tem Rodrigo Rollemberg (PSB) como postulante ao Palácio do Buriti.
O candidato também revelou sua opinião sobre propostas que tramitam no Legislativo. Chico disse ser contra a legalização das drogas e o porte de armas indiscriminado. Sobre a descriminalização de entorpecentes, o deputado distrital afirmou não estar “convencido” de que possa “contribuir efetivamente para evitar o grande mal que é o que as drogas fazem com as nossas famílias”.
A respeito do armamento, acredita ser necessário haver “critério para aprovação”. “Eu participei em mais de 400 júris e pude ver no debate diário constitucional que a violência só gera violência”, completou.

Assista à entrevista:


Deputado distrital, Chico Leite é jurista, procurador de Justiça licenciado, professor de direito e está no quarto mandato na Câmara Legislativa (CLDF). Ele foi eleito pela primeira vez em 2006, pelo PT.

O candidato da Rede tem 13% das intenções de voto, conforme aponta pesquisa Metrópoles/FSB. Cristovam Buarque (PPS), com 24%, e Leila do Vôlei (23%), do PSB, lideram a disputa pelas duas vagas no Senado. Izalci Lucas (PSDB), com 17%, vêm em seguida.
Foram entrevistados anteriormente Hélio Queiroz (PP), João Pedro Ferraz (PPL), Marcelo Neves (PT), Chico Sant’Anna (PSol) e brigadeiro Átila Maia (PRTB).

 
your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade