banner

sábado, 15 de setembro de 2018

author photo

Fraga a evangélicos: “Vou cuidar pessoalmente da segurança pública”
Candidato pelo DEM teve encontro com membros da Convenção das Igrejas Assembleia de Deus neste sábado (15/9)
O sábado de campanha começou cedo para o candidato Alberto Fraga (DEM). Por volta das 7h, ele esteve na Rádio Metrópoles para entrevista. De lá, seguiu para a Feira Central de Ceilândia, onde conversou com comerciantes e consumidores.
Por volta das 11h, Fraga se encontrou com integrantes da Convenção das Igrejas Assembleia de Deus do Distrito Federal. Em discurso, disse que, sendo cristão, defende os valores da família. Garantiu que, se eleito, vai cuidar pessoalmente da segurança pública.
“Sei o que o povo está sofrendo. O trabalhador sendo assaltado às 5h30 na parada de ônibus. Não pode dar um celular para o filho, porque está dando indiretamente um motivo para alguém tomar o celular dele e, se reagir, morre”, destacou.
O candidato prometeu tratamento igualitário para as forças de segurança. “O que eu conceder a PCDF irá também para a Polícia Militar e os Bombeiros, pois são três filhos da mesma mãe e os iguais não podem ser tratados com disparidade”, ressaltou.
O buritizável foi aplaudido pelos evangélicos quando prometeu “colocar o preso para trabalhar”. “Quero que ele se recupere sim, mas o trabalho é dignificante”, assinalou.
Abuso de poder
Na sexta-feira (14/9), Fraga denunciou o atual governador Rodrigo Rollemberg (PSB) ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) por abuso de poder político. O documento destaca que Rollemberg participou de reunião “convocada inicialmente para a assinatura do decreto” que regulamenta cercas e guaritas, na segunda (10), “com o claro propósito de obter favorecimento político e vantagem eleitoral”.
O encontro ocorreu no condomínio Solar de Brasília, no Jardim Botânico. “Ele é governador, não está afastado. Como é que ele como governador iria assinar?”, disse neste sábado (15).
Procurada pela reportagem, a assessoria informou que Rollemberg só se pronunciará após ser citado nos autos do processo. No entanto, em agenda neste sábado (15), o governador disse que Fraga e Ibaneis Rocha (MDB), que também questiona a assinatura do decreto, estão “desesperados”.
Na última pesquisa Ibope, divulgada na quarta-feira (12), Fraga aparece em segundo lugar nas intenções de voto, com 13%, atrás de Eliana Pedrosa (Pros), que está com 23%. Rollemberg vem em terceiro, com 12%.

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade