banner

domingo, 9 de setembro de 2018

author photo

Vestidos de verde e amarelo, manifestantes fizeram uma caminhada a favor do candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro. De acordo com a Polícia Militar, cerca de 800 pessoas compareceram ao ato no Eixão Norte, na altura da 105, na manhã deste domingo (09).

A caminhada durou aproximadamente duas horas. O público era variado: homens, mulheres, idosos e crianças. Eles gritavam palavras de ordem em defesa do deputado federal. O grupo ainda levou balões, faixas e bandeiras para o protesto, que foi organizado em grupos de WhatsApp.

O comerciante Rômulo Muniz, 42 anos, saiu do Areal, em Águas Claras, com os dois filhos de oito e quatro anos. “Estou desde 3h da manhã fazendo a faixa. Trouxe meus dois filhos para participar junto comigo”, comenta. Para ele, o Bolsonaro ganhará ainda em primeiro turno. “Ele fala o que a gente quer ouvir, os projetos que tem são bons. Ele vai ter a chance de mudar o Brasil. Viemos para mostrar para quem tentou matá-lo que estamos mais fortes que nunca”, acrescenta.
Rômulo levou os dois filhos para participar da caminhada. Myke Sena/Jornal de Brasília
O general da reserva Augusto Heleno esteve presente na caminhada. Na ocasião, ele também defendeu o candidato. “Vivem falando que o Bolsonaro é violento e prega a violência. Isso é uma mentira. Bolsonaro jamais pregou a violência, o que ele diz é que o emprego institucional da violência contra bandidos é a única solução para melhorar a nossa segurança pública”, destaca.
Tocador de vídeo
00:00
00:20


Mulheres marcaram presença

Um grupo grande de mulheres também marcou presença no protesto para apoiar o deputado. Algumas caminharam com uma camisa que dizia: “sou mulher e voto no Bolsonaro”. Para a militar Cidália Lins, 50 anos, o candidato tem bons projetos ao universo feminino. “Mulher pode votar no Bolsonaro. Acontece que as redes sociais ficam lançando que ele é contra a mulher. Não tem nada disso, são coisas para denegrir a imagem dele”, sugere.

Cláudia defende ainda que é preciso diminuir os debates acerca dos direitos das mulheres. “É preciso parar de ter a visão romântica dos direitos das mulheres, porque isso só nos faz diminuir. Somos discriminadas por esse tanto de coisa que ficam criando”, aponta.
Cidália e Matile dizem que defendem Bolsonaro e que o candidato tem bons projetos às mulheres. Myke Sena/Jornal de Brasília
A colega, a dona de casa Matilde Arevalos, 42, acrescenta dizendo que Bolsonaro é o candidato que mais tem coragem de abordar assuntos polêmicos. “A gente apoia e acredita que ele vai mudar o Brasil. Ele pensa o que pensamos, e defende o que defendemos. É o único que tem coragem de falar”.
Tocador de vídeo
00:00
00:24

Ataque fortaleceu movimento

Segundo Ivone Luzardo, uma das líderes do movimento e também candidata a deputada distrital (PTB), a caminhada estava marcada antes mesmo do ataque a Jair Bolsonaro, na semana passada em Juiz de Fora.”Acabou que deu mais força ao ato”, resume. “O sentimento de respeito ao Brasil, de patriotismo, trouxe todos até aqui”, completa. O ato teve fim com uma oração, às 11h30. O grupo alega que amanhã (10), haverá um segundo ato na 403/4 Sul, a partir das 17h.
Veja a galeria de fotos da manifestação.
































http://www.jornaldebrasilia.com.br/cidades/manifestantes-fazem-ato-em-favor-de-jair-bolsonaro-no-eixao-norte/
your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade