banner

quarta-feira, 17 de outubro de 2018

author photo

Tom da campanha sobe e previsão é de debate quente no Metrópoles
Ibaneis e Rollemberg se enfrentam nesta quarta (17), a partir das 19h30. Evento será veiculado, simultaneamente, pelo portal e seis rádios
Em meio a uma campanha marcada pela intensa troca de acusações nas ruas, nas redes sociais e nos programas eleitorais veiculados na rádio e na televisão, o eleitor brasiliense tem mais uma oportunidade, nesta quarta-feira (17/10), de conhecer as propostas e escolher o homem que governará o Distrito Federal pelos próximos quatro anos.

O ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil no Distrito Federal (OAB-DF) Ibaneis Rocha e o governador Rodrigo Rollemberg(PSB) ficam cara a cara, a partir das 19h30, em debate promovido pelo Metrópoles, com transmissão simultânea pelo portal e seis rádios parceiras.
O evento ocorre a 11 dias do segundo turno, cuja tônica tem sido a escalada da tensão entre os dois remanescentes na corrida pelo Palácio do Buriti. Ibaneis acusa o governador de abuso de poder político, incompetência na gestão do DF e propagação de fake news.
Rollemberg critica os apoiadores do rival. O socialista tenta vincular a imagem do emedebista à do ex-vice-governador Tadeu Filippelli (MDB), “preso pela Polícia Federal”, e à do ex-distrital Junior Brunelli, “aquele da oração da propina”, entre outros políticos enrolados na Justiça (confira peças publicitárias abaixo).
Em meio ao fogo cruzado, está o eleitor. A fim de levar informações a um maior número de pessoas, o site formou uma grande rede de comunicação. Além da Metrópoles FM (104,1), o evento será transmitido, simultaneamente, pelas emissoras de rádio Redentor AM (110), Rádio Atividade FM (107,1), Rádio Supra FM (90,9), JK FM (102,7) e JK AM (1410). Há também a opção de acompanhar a transmissão, em tempo real, no portal e nos perfis do Metrópoles no Facebook, YouTube e Twitter.
A dinâmica do debateNesta edição, o debate terá quatro blocos. Os postulantes vão responder a perguntas dos jornalistas, e poderão fazer questionamentos entre si acerca de temas livres e sorteados. O especialista em direito eleitoral André Paulino Mattos analisará os pedidos de direito de resposta. De acordo com Mattos, “serão levadas em conta as declarações que configurem injúria, ofensa, difamação ou informação sabidamente inverídica”.

“Somente em casos nos quais ficar muito claro que ocorreu algum desses pontos, cabe o direito de resposta. Se for alguma afirmação que gera dúvida, se a gente precisar consultar material para saber se é verdade ou não, não cabe. O debate tem que seguir”, esclareceu o especialista.

Para o coordenador de comunicação da campanha de Ibaneis, Paulo Pestana, os debates “são ótimos momentos para esclarecer o eleitor, que deve estar estarrecido com o baixo nível” na corrida eleitoral. “Há muita mentira nas redes sociais, muita acusação falsa no rádio e nenhuma ação do adversário. Como candidato, ele [Rollemberg] promete tudo. Como governador, não fez nada. No debate do Metrópoles vamos poder comparar as propostas de cada um”, disparou.
A oportunidade de apresentar à população as propostas dos candidatos é destacada também pelo coordenador de comunicação da campanha de Rollemberg, Gabriel Garcia. “O atual momento é essencial para que todos saibam quem é quem. O candidato não pode se esquivar de debater com o adversário, expor as ideias e esperar o julgamento popular nas urnas”, completou.
your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade