banner

domingo, 4 de novembro de 2018

author photo

Grupo de transição fecha organograma que será apresentado a Ibaneis
O encontro ocorreu na manhã deste domingo (4/11). Secretária da Mulher, Éricka Filippelli participou pela primeira vez de reunião
Enquanto o governador eleito Ibaneis Rocha (MDB) está em São Paulo desde quarta-feira (31/10) para fazer check-up de rotina no Hospital Albert Einstein, a equipe de transição se reuniu neste domingo (4/11), no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB), para definir o organograma de trabalho para as próximas semanas. Porém, o andamento dos procedimentos só será autorizado após Ibaneis bater o martelo. O emedebista deve chegar na manhã desta segunda-feira (5/11).
“Validamos nomes que vão participar do processo e como vão funcionar os grupos, mas preferimos que ele [Ibaneis] comunique à população quem vai estar com a gente e como serão os procedimentos”, explicou coordenador-geral do grupo, o vice-governador Paco Brito (Avante).
A reunião fechada, que durou cerca de 1h30, contou com uma nova participante: Éricka Filippelli (MDB), secretária da mulher na gestão do ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-DF). Éricka é nora do ex-vice-governador Tadeu Filippelli (MDB) e disputou cadeira na Câmara Legislativa neste mês, mas não foi eleita. Ela conquistou pouco mais de 4 mil votos no pleito. Com 39 anos, a ex-candidata é atual presidente do MDB Mulher do Distrito Federal e ocupa o cargo de tesoureira do MDB Mulher nacional.

Também participaram do encontro outros nomes do primeiro escalão, como André Clemente, secretário de Fazenda, e Izídio Santos, secretário de Obras e Desenvolvimento Econômico. Denise Fonseca, advogada, que atuará na área das estatais; Renato Grillo Ely, do setor mobilidade e transportes e o coordenador de comunicação da campanha, Paulo Pestana, marcaram presença na reunião.
Paco Brito adiantou ao Metrópoles que nesta segunda, haverá uma reunião entre o grupo de transição e todos os partidos que apoiaram Ibaneis para discutir os projetos das legendas. O futuro chefe do Executivo deve se reunir nos próximo dias com o senador Cristovam Buarque (PPS). Ibaneis também pretende se encontrar com o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), que virá à capital netsa terça-feira (6/11), para pedir indicação de secretário de segurança.

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade