banner

quarta-feira, 28 de novembro de 2018

author photo


O empresário Gilvan Máximo foi o escolhido do governador eleito Ibaneis Rocha (MDB) para comandar a Secretaria de Ciência e Tecnologia do Distrito Federal. Atual vice-presidente do PRB em Goiás, ele atuou como secretário do Entorno por indicação do governador do estado vizinho, Marconi Perillo (PSDB). A indicação para o primeiro escalão do GDF foi feita pela legenda.
Em 2014, Máximo foi candidato à Câmara dos Deputados, mas não foi eleito, mesmo com os 58.466 votos recebidos dos goianos. Um dos nomes fortes da Igreja Universal do Reino de Deus, o empresário ocupará a pasta reivindicada pelo PRB-DF, presidido por Wanderley Tavares. Na campanha, a legenda apresentou um projeto de cidade inteligente e passou a apoiar a candidatura de Ibaneis no segundo turno.
Entre os principais pontos da proposta estão o monitoramento da área urbana por drones e a unificação das forças policiais e serviços públicos em um único centro de inteligência de comando, controle e operação — onde as autoridades conseguem acompanhar, em tempo real, o que acontece nas regiões administrativas. Modelos parecidos funcionam em Nova York, nos Estados Unidos, e no Rio de Janeiro (RJ).
Recentemente, durante viagem a São Paulo, Ibaneis anunciou o programa Cidade Inteligente, que consiste na disponibilização dos serviços públicos em plataformas digitais, inclusive por aplicativos de celular. Com isso, o emedebista cumpriu a promessa assumida na campanha. A previsão é da disponibilidade de internet wi-fi gratuita aos brasilienses.
A ideia é nivelar a tecnologia do DF com a de outras capitais. “O mundo todo tem trabalhado com o conceito de cidade inteligente, o que traz mais conforto e praticidade aos cidadãos na prestação de serviços públicos”, disse o governador eleito.

 Fonte: Metrópoles
your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade