banner

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

author photo

A Crise Hídrica passou, mas a prevenção e combate serão levados a sério por Fernando Leite
Ele disse que a prioridade da sua gestão vai ser concluir as obras de Corumbá IV.
A crise hídrica que afetou todo o Distrito Federal no governo Rodrigo Rollemberg foi reflexo da falta de gestão pública e de planejamento, principalmente na empresa Caesb, que deixou de lado a conclusão da obra de Corumba IV em gestões passadas, sendo retomada com o advento da crise vivida pela população do Distrito Federal. Isso refletiu negativamente nas avaliações do Governo de Brasília.
Concluir as obras de Corumbá IV e debater o tema Racionamento de Água serão algumas das preocupações que o DF tem que levar a sério, para que se evitem novos danos.
Para o futuro presidente da CAESB indicado pelo governador Ibaneis Rocha – Fernando Leite, estudos de novas formas de abastecimento do Lago Paranoá, como a capitação do rio Maranhão para abastecer o lado norte do DF, serão demandas executadas na sua gestão. Fernando Leite, que participou da criação de Corumba IV quando foi presidente da Caesb no Governo Roriz, disse que a conclusão da obra será prioridade.
Planejamento é necessário para que o problema da crise hídrica seja solucionado na capital do país. O novo Governo do Distrito Federal tem a missão de mover novos olhares para empresa CAESB e para os órgãos que tratam da crise hídrica, para apagar o rodízio de água da memória do povo do DF .

Cris Oliveira
your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade