banner

segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

author photo

Ibaneis escolhe mais cinco administradores regionais. Saiba quem são

O governador eleito definiu quem ficará à frente das unidades de Candangolândia, Núcleo Bandeirante, Santa Maria, Guará e SIA
Daniel Ferreira/Metrópoles

O governador eleito Ibaneis Rocha (MDB) definiu, nesta segunda-feria (31/12), mais cinco nomes para as administrações regionais. A equipe da transição confirmou quem ficará na chefia de Candangolândia, Núcleo Bandeirante, Santa Maria, Guará e do Setor de Indústria e Abastecimento (SIA).
O agente aposentado da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) José Luiz Gonzalez será o responsável pela Candangolândia. Filho de pioneiros, nasceu e ainda mora na região. Gonzalez é ex-presidente do Conselho Comunitário de Segurança da Candangolândia.
O sargento da reserva da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) Adalberto Carvalho assumirá o cargo de administrador do Núcleo Bandeirante. Ele atuou como presidente do Rotary Club no Núcleo Bandeirante e da Associação dos Moradores da Divinéia.
Os nomes de Gonzalez e Carvalho foram endossados por Hermeto (PHS), deputado distrital eleito com votação expressiva tanto no Núcleo Bandeirante quanto na Candangolândia.
O chefe da Administração Regional de Santa Maria será Miro Gomes. 
O conselheiro tutelar é o braço direito da deputada distrital eleita Jaqueline Silva (PTB), diplomadaapós decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que tirou o mandato de Telma Rufino (Pros).
Candidata derrotada à Câmara Legislativa (CLDF) pelo PP, a diretora de empresa Vânia Gurgel ficará no comando da Administração Regional do Guará. Ela tem aprovação do distrital Rodrigo Delmasso (PRB), que conta com forte eleitorado na região.
Outra apoiada por Delmasso é a engenheira agrônoma Luana Machado. 
Ela estará à frente da Administração Regional do SIA. 
O órgão absorverá a unidade do Setor Complementar de Indústria e Abastecimento (Scia), segundo a equipe de transição.
Abrir em Tela Cheia



O conselheiro tutelar Miro Gomes será administrador de Santa Maria. Ele é braço direito da deputada distrital eleita Jaqueline Silva (à direita) Reprodução
A engenheira-agrônoma Luana Machado será administradora do SIA Reprodução/Facebook
Vânia Gurgel será administradora do Guará Reprodução/Facebook
Sargento Adalberto Carvalho (à esquerda) ficará no comando da Administração Regional do Núcleo Bandeirante, e o agente aposentado da Polícia Civil José Luiz Gonzalez (à direita) será administrador de Candangolândia. Os nomes foram endossados pelo deputado distrital eleito Hermeto (PHS)Material cedido ao Metrópoles
O conselheiro tutelar Miro Gomes será administrador de Santa Maria. Ele é braço direito da deputada distrital eleita Jaqueline Silva (à direita) Reprodução


A engenheira-agrônoma Luana Machado será administradora do SIA Reprodução/Facebook

Vânia Gurgel será administradora do Guará Reprodução/Facebook


Sargento Adalberto Carvalho (à esquerda) ficará no comando da Administração Regional do Núcleo Bandeirante, e o agente aposentado da Polícia Civil José Luiz Gonzalez (à direita) será administrador de Candangolândia. Os nomes foram endossados pelo deputado distrital eleito Hermeto (PHS)Material cedido ao Metrópoles
SugestõesIbaneis tem colhido sugestão de deputados distritais a fim de definir os administradores regionais no primeiro momento do mandato. No Sudoeste e Cruzeiro, a recomendação virá do parlamentar eleito Reginaldo Sardinha (Avante). O futuro governador deve colher palpite do também deputado eleito João Cardoso (Avante) para o comando de Sobradinho.
No domingo (30), Ibaneis anunciou o advogado Rubens Santoro Neto como administrador do Lago Sul. Foi o primeiro nome divulgado pelo governador eleito para chefiar regiões administrativas do DF.
Estrutura

Conforme divulgou o Metrópoles, o emedebista vai ampliar o número de administrações de 31 para 34. Serão criadas as do Sol Nascente e Pôr do Sol, de Arniqueiras e do Arapoanga. Estuda-se ainda um órgão específico para o Itapoã, mas essa possibilidade será firmada ao longo do governo.
Os primeiros administradores a assumirem os cargos devem ficar no comando até que o governo consiga aprovar o novo modelo de eleição para os gestores regionais. A ideia de Ibaneis é fazer a seleção por meio de lista tríplice. Porém, ele precisa definir como será o procedimento.

Informações:  Metrópoles
your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade