( 00:00:00 )

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

author photo

Ibaneis não vai pedir para distritais mudanças no orçamento para redução de impostos
ALEXANDRE DE PAULA
O governador eleito do DF, Ibaneis Rocha (MDB), se reuniu na manhã desta segunda (10/12) com todos os integrantes anunciados até agora pela equipe do próximo governo. Futuros secretários e dirigentes de órgãos do GDF participaram do encontro, que foi seguido de um almoço servido para a equipe.
A reunião tinha como objetivo uma apresentação entre os escolhidos pelo governador e foi a primeira de Ibaneis com todo o grupo, que ainda não está completo. O trabalho da transição acaba oficialmente no dia 20.
Na saída da reunião, Ibaneis comentou a resistência do atual governo em incluir no orçamento mudanças para que sejam efetivadas a redução de impostos como o IPVA, ITCD e ITBI. O governo cogitou pedir que as alterações fossem inseridas pelos deputados distritais, por meio de emendas à Lei Orçamentária Anual (LOA). A ideia, no entanto, está descartada, já que pode ser considerada inconstitucional pelo fato de a mudança ser atribuição do Executivo.
“Ainda estamos tentando negociar com o governo, mostrar para eles a importância disso. Não vamos fazer por meio da Câmara porque corremos o risco de depois ter a medida considerada inconstitucional e tudo que não queremos é gerar um ambiente de insegurança jurídica”, justificou o governador. Ibaneis disse lamentar a postura do atual governo, pois a população vai pagar pela espera.
Apesar de não ter tratado especificamente de projetos e problemas na reunião de hoje, o governador disse que os estudos da transição mostram que as maiores questões do DF estão de fato em áreas como saúde, educação e segurança. Para a última, pediu unidade entre as corporações e afirmou que não vai aceitar rixas entre os grupos. “Todos vão estar sob o comando do nosso secretário de Segurança Pública, Anderson Torres”, assegurou.
Ibaneis disse ainda que deve haver poucas alterações no número de secretários. Até agora, foram definidos 24 pastas, além do Gabinete de Segurança Institucional, que terá status de secretaria. “A partir de agora serão poucas alterações, mas com esse número já dá para fazer um bom governo.” Atualmente, há 21 secretarias no DF.
SECRETÁRIOS DEFINIDOSAgricultura: Dilson Resende
Casa Civil: Eumar Novacki
Cidadania: Everardo Gueiros
Ciência e Tecnologia: Gilvan Máximo
Comunicação: Weligton Luiz Moraes
Cultura: Adão Cândido
Desenvolvimento Econômico: Ruy Coutinho
Educação: Rafael Parente
Entorno: Paulo Roriz
Esporte: Leandro Cruz
Fazenda: André Clemente
Gabinete de Segurança Institucional: Laerte Bessa
Governança: Cristiane Nardes
Habitação: Mateus Oliveira
Justiça: Gustavo Rocha
Juventude: Léo Bijos
Meio Ambiente: Sarney Filho
Mulher: Ericka Filippelli
Obras: Izidio Santos
Relações Internacionais: Pedro Rodrigues
Relações Institucionais: Vitor Paulo
Saúde: Osnei Okumoto
Segurança Pública: Anderson Torres
Trabalho: João Pedro Ferraz
Transporte: Valter Casimiro
Turismo: Vanessa Mendonça

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior