( 00:00:00 )

sábado, 2 de fevereiro de 2019

author photo


Estreante no Senado Federal, Izalci Lucas (PSDB) teve um papel fundamental para que David Alcolumbre (DEM-AP) conquistasse, neste sábado (2/2), a disputada presidência da Casa. Experiente articulador no Congresso Nacional, o tucano fez um trabalho cirúrgico para que o PSDB cravasse o apoio à candidatura do democrata, contrariando a expectativa de Renan Calheiros (MDB-AL).
O representante do DF foi escalado para a função justamente pelo bom trânsito que mantém com os senadores mais antigos e os recém-empossados. Uma vitória que foi disputada até o momento em que os senadores José Serra (PSDB-SP) e Mara Gabrilli (PSDB-SP) declararam os votos em Alcolumbre. Calheiros contabilizava os votos dos dois tucanos para seu projeto pessoal.
A habilidade do congressista chamou atenção de colegas de Senado, que até o incentivaram a também participar da disputa pelo comando da Casa. “Não aceitei o desafio de ser candidato porque aprendi desde cedo que pato novo não mergulha fundo”, brincou.
Com o aliado na presidência, sem dúvida, Izalci terá mais espaço de articulação dentro do Senado Federal. As próximas semanas serão decisivas para a composição da Mesa Diretora e das comissões permanentes da Casa. Em algum desses postos, o tucano pode ser recompensado pelo democrata. Perguntado sobre o assunto, contudo, o tucano desconversa. “Estarei onde eu possa ser útil”.
Independentemente de função, o tucano vê a conquista do aliado como se dele fosse. “Com uma sessão tão atribulada, com tantas puxadas de tapete e baixarias, me considero um vitorioso tanto quanto o nosso novo presidente”, declarou.

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior