banner

sexta-feira, 8 de março de 2019

author photo


O secretário da Saúde, Osnei Okumoto, visitou o Hospital Regional de Planaltina (HRP) na manhã desta quinta-feira (7). Ao conhecer as dependências da unidade, o gestor viu e ouviu sobre as medidas necessárias para melhorar o atendimento à população.

O secretário e sua equipe foram recebidos pela diretora do HRP, Sabrina Irene Gadelha; pelo superintendente da Região de Saúde Norte, Ricardo Tavares Mendes; e por representantes do Conselho de Saúde. Acompanhou a vista o deputado distrital Claudio Abrantes e o administrador regional Gilson Amorim.

“Vejo que o hospital e a Farmácia Viva estão bem encaminhados e uma das nossas prioridades é conseguir, o mais rápido possível, o mobiliário para a liberação dos 18 leitos dos ambientes que foram revitalizados”, observou Okumoto. Entre os projetos que devem ser licitados ainda neste ano estão previstos a implementação de um laboratório e de um centro de radiologia, além do Bloco Assistencial, que deve ser construído anexo à estrutura existente.Fotos: Breno Esaki/Saúde-DF

NECESSIDADES – A diretora do HRPL, Sabrina Irene Gadelha, relatou a dificuldade pela falta de leitos na Pediatria e na Clínica Médica, bem como a ausência de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). “Acredito que, com a vinda do secretário, ele consiga perceber melhor as necessidades que temos. Somos um hospital pequeno, que atende uma grande região com população dependente do SUS e, em muitos casos, precisamos mandar nossos pacientes para outros hospitais para que recebam o atendimento necessário”, lamentou a médica. Segundo ela, esta foi a primeira vez, em anos, que um secretário de Saúde visita a instituição.

Além do prédio do hospital, o secretário conheceu as instalações do Centro de Práticas Integrativas de Planaltina (Cerpis), a Farmácia Viva, o Centro de Atenção Psicossocial (Caps) e a Clínica da Família, que ficam próximos ao HRPL. A visitação foi encerrada na nova Unidade Básica de Saúde, que está sendo construída e deve atender mais de quatro mil pessoas.Fotos: Breno Esaki/Saúde-DF

REPOSIÇÃO – “Temos um grande trabalho com as equipes de Estratégia Saúde da Família devido à baixa que tivemos com a saída dos médicos do Mais Médicos e precisamos de reposição. Algumas equipes serão remanejadas para a nova UBS, que será inaugurada até o final deste mês. E a UBS 2 deve entrar em reforma, pois, está dentro das urgências que identificamos nas ações do SOS DF Saúde. Queremos trazer melhorias no atendimento à comunidade”, explicou o secretário.

O Hospital Regional de Planaltina dispõe de 182 leitos, sendo 47 na Enfermaria, 47 no Pronto-socorro, 40 na Maternidade e 8 na Neonatologia. Ele foi inaugurado em 28 de dezembro de 1976 e, atualmente, a Emergência realiza 13 mil atendimentos mensais.

Josiane Canterle, da Agência Saúde
your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade