( 00:00:00 )

quinta-feira, 14 de março de 2019

author photo

MP e Justiça eleitoral analisam denúncias de laranjas do Pros no DF
Denúncias divulgadas pelo Correio ajudaram a embasar pedido do órgão para apuração de possíveis irregularidades nas eleições. Partido, que destinou mais de R$ 5 milhões em material gráfico a 33 concorrentes, pode ter que devolver recursos
Os gastos milionários do Pros com candidatos que tiveram votação pífia nas eleições de 2018 — revelados em reportagem do Correio — estão na mira do Ministério Público e da Justiça Eleitoral. Levantamento feito com base nas prestações de contas entregues ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostra que a direção nacional da legenda destinou mais de R$ 5 milhões em material gráfico a 33 concorrentes a deputado distrital que, juntos, conquistaram apenas 11,9 mil votos. Mas muitos deles negam ter recebido o volumoso apoio da sigla e acusam a direção da legenda de desviar os recursos.
O suposto esquema do partido se deu por meio da transferência de materiais gráficos para os candidatos, com gasto médio de R$ 172 mil para cada um dos 33. A fartura dos itens, custeados por recursos públicos dos Fundos Partidário e de Financiamento Especial de Campanha (FEFEC), é tamanha que seria possível, por exemplo, estampar por três vezes todos os 1,7 milhão de automóveis da capital com os 6 milhões de adesivos que a legenda diz ter confeccionado.

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior