( 00:00:00 )

quarta-feira, 13 de março de 2019

author photo

Mulher que fingiu ter câncer para dar golpe enganou até a família, diz PCDF
Segundo a Polícia Civil, a suspeita inventou a doença para evitar o término do casamento. A corporação ainda não sabe o quanto a acusada faturou com o golpe
Telma Cristina Saraiva, de 44 anos, foi indiciada pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) por estelionato. A mulher teria enganado amigos, familiares e desconhecidos, em campanhas de arrecadação de fundos para o tratamento do suposto câncer a qual ela lutaria contra. A suspeita é de que Telma seja uma golpista, que fingiu a doença para lucrar em cima da boa vontade das pessoas que a ajudavam.
De acordo com a PCDF, a massoterapeuta começou a mentira há de cinco anos, na intenção de evitar o término do casamento. Ao longo desse tempo, Telma teria passado a se aproveitar da falsa doença para conseguir doações e auxílio financeiro durante campanhas movimentadas na internet e até em Organizações Não Governamentais (ONG)
A denúncia chegou para à Coordenação de Repressão aos Crimes Contra o Consumidor, a Propriedade Imaterial e a Fraudes (Corf) na semana passada. A queixa contra a moradora do Guará foi realizada por integrantes da ONG Vencedoras Unidas, frequentada por Telma desde outubro de 2018. 

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior