quarta-feira, 20 de março de 2019

author photo

Reforma da Previdência dos militares será enviada hoje à Câmara
Texto que muda as regras previdenciárias das Forças Armadas tem sido alvo de críticas pelas contrapartidas que oferecerá à categoria
O presidente Jair Bolsonaro deve dar hoje o aval para que o projeto de lei que muda as regras previdenciárias dos militares seja enviado à Câmara — e, como consequência, destrave o andamento da proposta de emenda à Constituição (PEC) 6/2019, que trata da reforma para os demais trabalhadores. O texto deve chegar às mãos dos deputados à tarde, após o presidente escolher entre algumas versões que a equipe econômica apresentará pela manhã.
Antes mesmo da divulgação, a reforma das Forças Armadas tem sido criticada pelas contrapartidas que serão garantidas à categoria, que devem corroer em bilhões os ganhos que o governo pretendia ter com o projeto. Com a “reestruturação da carreira” exigida em troca do texto e as alterações que devem ser feitas no Congresso, será difícil atingir o objetivo de economizar R$ 92,3 bilhões em 10 anos, anunciado em 20 de fevereiro pela equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes.
O presidente em exercício Hamilton Mourão declarou ontem que seria bem menor, de R$ 13 bilhões, ou 14% da cifra divulgada no mês passado. Ele deu a estimativa após se encontrar com o ministro da Defesa, Fernando Azevedo, para tratar dos ajustes finais do texto. Depois, afirmou ter “se equivocado” e disse que a equipe econômica é que tem os números certos. “Já está tudo ajustado para mostrar ao presidente amanhã (hoje), para que ele feche o pacote. Não falta nada a ser decidido por parte do Ministério da Defesa. Agora, é só a parte presidencial”, garantiu.

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Tempo Agora

ESTRUTURAL - DF TEMPO AGORA