banner

terça-feira, 30 de abril de 2019

author photo

Ex-PM acusado de matar Jessyka Laynara é condenado a 21 anos de prisão
Durante o julgamento, que se arrastou pela madrugada desta terça (30/04/2019), Ronan Menezes confessou ter matado a ex-namorada
O Tribunal do Júri de Ceilândiacondenou o ex-policial militar do DF Ronan Menezes do Rego a 21 anos e 9 meses de reclusão em regime inicial fechado pelo feminicídio de Jessyka Laynara da Silva Souza e pela tentativa de homicídio do personal trainer Pedro Henrique da Silva Torres.
Ronan do Rego, 28 anos, ainda responderá por ameaça à vítima, crime pelo qual pegou pena de 2 meses e 7 dias de detenção. A decisão foi proferida pelo juiz Tiago Pinto de Oliveira na madrugada desta terça-feira (30/04/2019), após quase 20 horas de julgamento. Os jurados não acataram o pedido de absolvição solicitado pela defesa do acusado.
No julgamento, Ronan se pronunciou sobre o crime pela primeira vez desde o assassinato. “Eu sei o que fiz, mas criaram uma história para que eu parecesse um monstro. Não estou aqui para me eximir do que fiz. Aconteceu um feminicídio e uma tentativa de homicídio, sim, mas não sou um espancador. Não buscaram a verdade”, ressaltou.

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade