( 00:00:00 )

sábado, 21 de setembro de 2019

author photo

DF: Don Juan é investigado por propina quando trabalhava na Vara da Infância
Marcelo Neves teria cometido uma série de crimes na época em que foi agente de proteção da VIJ. Polícia Civil investiga o caso
Coordenação de Repressão a Fraudes (Corf) da Polícia Civil apura uma nova denúncia envolvendo o estelionatário Marcelo José Neves (foto em destaque), 39 anos. A especializada investiga se o Don Juan, acusado de aplicar golpes que somam R$ 2 milhões, cometeu crimes quando exerceu o posto de agente de proteção na Vara da Infância e da Juventude (VIJ) entre 2015 e 2017. Apesar de a função ser voluntária, o golpista cobraria propina de organizadores de festas e de outros eventos que eram fiscalizadas pelo comissariado da VIJ.
De acordo com a denúncia protocolada na Corf, o golpista teria formado um grupo entre integrantes do comissariado da Vara para visitar os eventos realizados em diversas cidades do DF. Ao vistoriarem o público frequentador e identificar adolescentes, ocorreria a extorsão cometida contra os organizadores das festas. Eles eram convencidos a pagar entre R$ 1,5 mil e R$ 3 mil para evitar a suspensão da festa e o início de processo na VIJ.

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior