( 00:00:00 )

domingo, 22 de setembro de 2019

author photo

'Ele era uma pessoa especial', dizem fiéis sobre padre vítima de latrocínio
Kazimierz Wojno, 71 anos, mais conhecido como Casemiro, foi assassinado na noite de sábado (21/9), após um assalto na igreja
Dezenas de fiéis foram à paróquia Nossa Senhora da Saúde, na 702 Norte, na manhã deste domingo (22/9). Eles se emocionaram e lamentaram a morte do padre da comunidade, Kazimierz Wojno, 71 anos, mais conhecido como Casemiro. Ele foi assassinado na noite de sábado (21/9), após um assalto na igreja. A Polícia Civil suspeita que quatro homens tenham participado do crime.
A pedagoga Márcia Phillipi, 56, só soube do ocorrido nesta manhã. Ela frequentou a paróquia por cerca de 20 anos antes de se mudar para o Noroeste. Neste domingo, fez questão de passar pelo local e lembrar-se de momentos com o religioso. "Ele fez a primeira comunhão dos meus filhos. Depois fez o casamento do meu filho. O padre Casemiro representou essa formação espiritual da nossa família", disse. “"A gente tinha uma relação de carinho com ele porque ele era uma pessoa especial. Ficamos chocados. Ele fez e faz parte da nossa vida. Quase todos os domingos a gente vem para cá", completou.
A servidora pública Patrícia Raindo, 44 anos, é catequista da paróquia e amiga do padre. Ela conta que a segurança já era uma preocupação do religioso. "Ele estava arrecadando dinheiro para melhorar a segurança da igreja. Depois do último, arrombamento ele reforçou as portas", conta. Muito emocionada, ela conta que conhece o padre desde a infância. "Meu pai construiu essa igreja junto com o padre Casemiro. Frequento essa igreja desde menina", diz.
O aposentado Tarcísio Lima, 69, comentou a personalidade do padre. Segundo ele, Kazimierz era muito combativo e trabalhava com afinco para melhorias da paróquia e se esforçava para que aumentar a segurança da região. “Tem 38 anos que eu o conheço e ele sempre combateu a bandidagem. Ele era um cara forte. Tudo isso aqui ele que fez (em referência às instalações da paróquia). Você chegava aqui e ele estava com uma enxada na mão fazendo as coisas", lembrou.
Tristeza
Em nota, a Arquidiocese de Brasília lamentou a morte do padre Casemiro e informou acompanhar o caso. De acordo com a entidade, o religioso tem 46 anos de sacerdócio. "Convidamos a todos para participarem do velório e da missa e exéquias na Paróquia N. Sra. da Saúde, em horários a serem divulgados tão logo possível", frisou o texto. 

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior