quarta-feira, 11 de setembro de 2019

author photo

Polícia compara DNA de Marinésio com material encontrado em sete crimes
Delegacias distintas à frente de crimes com o padrão do investigado solicitaram a análise ao Instituto de Pesquisa de DNA Forense (PDNA)
Peritos da Polícia Civil comparam o DNA do cozinheiro Marinésio dos Santos Olinto, 41 anos, com o material genético encontrado em sete de casos de estupros ou homicídios no Distrito Federal. Delegacias distintas à frente de crimes com o padrão do investigado solicitaram a análise ao Instituto de Pesquisa de DNA Forense (IPDNA). Marinésio está preso pelo assassinato da advogada Letícia Curado, 26, e da auxiliar de cozinha Genir Sousa, 47.
Os investigadores coletaram amostras de células da mucosa oral de Marinésio para serem usadas nas análises genéticas. De acordo com a Divisão de Comunicação da PCDF, as análises estão em andamento no IPDNA. O departamento não divulgou data prevista para o resultado das comparações ou quais crimes estão sob suspeito de autoria do cozinheiro.
Na segunda-feira (9/9), o marido de Letícia, Kaio Fonseca, 25, confirmou ao Correio que o laudo cadavérico da esposa concluiu que ela não sofreu violência sexual. Além disso, informou que a esposa morreu devido a esganamento.

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Tempo Agora

ESTRUTURAL - DF TEMPO AGORA