Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Classic Header

{fbt_classic_header}

Últimas notícias

latest

TSE conclui que campanha de Bolsonaro não fez disparos em massa no WhatsApp

TSE conclui que campanha de Bolsonaro não fez disparos em massa no WhatsApp Em decisão proferida na ultima quinta-feira (26) pelo ministro...



TSE conclui que campanha de Bolsonaro não fez disparos em massa no WhatsApp
Em decisão proferida na ultima quinta-feira (26) pelo ministro Jorge Mussi, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) concluiu que Jair Bolsonaro (PSL) e Hamilton Mourão (Republicanos) não dispararam mensagens em massa no WhatsApp durante campanha eleitoral em 2018.
Uma ação movida pelo PT questionava a legitimidade das eleições do atual presidente. O documento tinha como base em reportagem publicada pela Folha de S. Paulo. Se Bolsonaro fosse considerado culpado, seria cassado.
Em 18 de outubro, o jornal publicou reportagem dizendo que empresários compraram pacotes de impulsionamento de disparos em massa por WhatsApp contra o PT, prática pode caracterizar doação de campanha por empresas, vedada pela legislação eleitoral, e não declarada.
Após a publicação da reportagem, os advogados do então candidato do PT, Fernando Haddad, pediram ao TSE a abertura de uma Aije – Ação de Investigação Judicial Eleitoral para investigar suposto abuso de poder econômico e uso indevido de meios de comunicação pela campanha de Bolsonaro.
Segundo as informações de Gazeta do Povo, a decisão de Mussi estabelece que “não há indício de que a AM4 [empresa contratada pela campanha de Bolsonaro] tenha fechado contratos para disparo em massa” e que não há “indícios materiais que sustem as dúvidas lançadas” na reportagem. Além disso, segundo o juiz, o WhatsApp não cometeu nenhuma irregularidade.