quinta-feira, 31 de outubro de 2019

author photo

No início da semana, um protesto para lá de ensaiado ocorreu nos corredores da Câmara Legislativa.
A revolta é porque a CPI do Feminicídio não sai do papel. A criação é de extrema importância, pois vai identificar falhas nas políticas públicas de prevenção e acolhimento às mulheres, além de enfrentar de forma eficaz o aumento de feminicídios.
Só que os componentes desses trabalhos não passam de lacradores em busca de holofotes e esquecem porque a dita cuja não sai do papel.
Um dos motivos é que a CPI atingirá gente graúda.
Mas os deputados “lacradores” só querem holofotes e dar close.
Já dizia um certo sábio. “ Quando uma CPI não sai do papel é porque alguém poderoso está implicado.”
your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Tempo Agora

ESTRUTURAL - DF TEMPO AGORA