Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Classic Header

{fbt_classic_header}

Últimas notícias

latest

Instabilidade no tempo deve aumentar preço de hortifrútis no DF

Instabilidade no tempo deve aumentar preço de hortifrútis no DF No último trimestre do ano, aumentarão os gastos com frutas, verduras, grã...


Instabilidade no tempo deve aumentar preço de hortifrútis no DF
No último trimestre do ano, aumentarão os gastos com frutas, verduras, grãos, legumes e ovos. Para economizar diante das oscilações de preço, provocadas por chuvas e picos de calor, brasiliense deve preferir alimentos da estação
Com o início do período das chuvas e a interferência do calor das últimas semanas, o brasiliense pode começar a preparar o bolso para gastar mais com alimentos tradicionais nas mesas das famílias. A tendência é de que a oferta de itens como folhagens, tomate, cebola e batata diminua e, consequentemente, os valores subam, na contramão do que ocorreu nos últimos meses. Em setembro, por exemplo, o Índice Ceasa do Distrito Federal (ICDF) registrou redução de 6,22% na média dos valores dos 66 alimentos — entre frutas, verduras, legumes, grãos e ovos — considerados na relação.
A variação de preços entre a primeira e a segunda semana de outubro reflete as mudanças do tempo no DF. O quilo do tomate, segundo dados das Centrais de Abastecimento do Distrito Federal (Ceasa/DF), passou a custar R$ 2,50 (alta de 136%). Assim como aconteceu com itens semelhantes — pimentão, berinjela, jiló e chuchu —, o tomate precisou ser colhido antecipadamente, devido aos picos de calor, e vendido às pressas em setembro.