( 00:00:00 )

sexta-feira, 11 de outubro de 2019

author photo

Instabilidade no tempo deve aumentar preço de hortifrútis no DF
No último trimestre do ano, aumentarão os gastos com frutas, verduras, grãos, legumes e ovos. Para economizar diante das oscilações de preço, provocadas por chuvas e picos de calor, brasiliense deve preferir alimentos da estação
Com o início do período das chuvas e a interferência do calor das últimas semanas, o brasiliense pode começar a preparar o bolso para gastar mais com alimentos tradicionais nas mesas das famílias. A tendência é de que a oferta de itens como folhagens, tomate, cebola e batata diminua e, consequentemente, os valores subam, na contramão do que ocorreu nos últimos meses. Em setembro, por exemplo, o Índice Ceasa do Distrito Federal (ICDF) registrou redução de 6,22% na média dos valores dos 66 alimentos — entre frutas, verduras, legumes, grãos e ovos — considerados na relação.
A variação de preços entre a primeira e a segunda semana de outubro reflete as mudanças do tempo no DF. O quilo do tomate, segundo dados das Centrais de Abastecimento do Distrito Federal (Ceasa/DF), passou a custar R$ 2,50 (alta de 136%). Assim como aconteceu com itens semelhantes — pimentão, berinjela, jiló e chuchu —, o tomate precisou ser colhido antecipadamente, devido aos picos de calor, e vendido às pressas em setembro.
your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior