( 00:00:00 )

terça-feira, 8 de outubro de 2019

author photo

Marinésio vira réu por morte de Letícia e estupro de outra mulher
Maníaco, que confessou dois assassinatos, incluindo a morte da advogada, é acusado de atacar várias mulheres no DF
O cozinheiro Marinésio dos Santos Olinto, 41 anos, se tornou réu no caso da advogada Letícia Sousa Curado, 26 anos. A Justiça acatou a denúncia do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), que o acusa de homicídio quintuplamente qualificado, pelo assassinato por asfixia da ex-funcionária terceirizada do Ministério da Educação (MEC). Esse caso tramita no Tribunal do Júri de Planaltina.
Em outro processo, o maníaco se tornou réu por estupro cometido na região de Sobradinho. Nesse caso, o nome da vítima, que sobreviveu, é mantido em sigilo. As informações foram confirmadas ao Metrópoles pelo MPDFT. Nesse caso, foi decretada a prisão preventiva do maníaco.
Letícia foi assassinada no dia 26 de agosto, em Planaltina. Ela desapareceu após sair de casa para ir ao trabalho, na Esplanada dos Ministérios. Marinésio a pegou na parada de ônibus e depois a estrangulou. O corpo da funcionária terceirizada do MEC foi achado dentro de manilha localizada às margens da DF-250, na mesma região.
your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior