segunda-feira, 28 de outubro de 2019

author photo

Mulheres se destacam como força política e social no Líbano
Presença feminina em protestos cresce
O chute da jovem ativista parte do quadril, decidido e veloz, em direção à virilha do segurança. Ao guarda-costas do ministro da Educação do Líbano nada resta, senão se defender do ataque recuando alguns passos, e tentar manter o equilíbrio.
O vídeo que registra esta cena já foi clicado dezenas de milhares de vezes nas redes sociais. Segundo a mídia libanesa, o incidente ocorreu na noite da última quinta-feira (17.10). O comboio do ministro Akram Chehayeb ficara preso em meio a uma passeata de protesto no centro de Beirute. À medida que a situação foi se tornando cada vez mais periclitante, o guarda-costas desceu do carro e disparou seu fuzil de assalto para o ar.
O gesto provocou ainda mais os manifestantes, e foi quando a moça reagiu com um golpe de caratê. Ao que tudo indica, o homem percebeu imediatamente que teria más chances numa confrontação desarmada com a manifestante.
A mensagem da cena de menos de cinco segundos é clara: os protestos dos libaneses contra as injustiças sociais e políticas no país, que já duram dias, são altamente decididos e, em boa parte, femininos. A maioria dos comentários à postagem é positiva: “curtidas infinitas”, escreve uma usuária. Um apelida a manifestante de “Lara Croft do Líbano”, enquanto outro registra, sumário: “Respeito!”
A participação das mulheres nas manifestações em curso é a mais alta de todos os tempos no Líbano. As cidadãs querem se envolver na política, afirma o sociólogo argelino Nasser Al-Jabi à DW: “Toda a sociedade se interessa pelos desdobramentos dos últimos dias.”
your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Tempo Agora

ESTRUTURAL - DF TEMPO AGORA