( 00:00:00 )

sexta-feira, 11 de outubro de 2019

author photo

Violência assusta passageiros das rodoviárias do Plano Piloto e do Entorno
Em dois dias, dois homens foram vítimas de facadas na Rodoviária do Plano Piloto. Amedrontada, população reclama da falta de policiais no local, bem como no terminal do Entorno. Secretaria diz que PM atua de forma ininterrupta
Considerada o coração de Brasília, a Rodoviária do Plano Piloto, por onde passam cerca de 700 mil pessoas diariamente, tem sido palco de diversos casos de violência, desde furtos a tentativas de homicídio. Só nesta semana, duas pessoas foram vítimas de arma branca no terminal. Na última terça-feira, um jovem, de 18 anos, foi atacado em um dos horários de maior movimento, às 17h. No dia seguinte, outro ataque à faca foi registrado por volta de 22h30.
Para a população que frequenta ou trabalha na Rodoviária, a sensação é de insegurança. Comerciante de um quiosque, Wellington Araújo, 41, está no terminal há 40 anos. Ele conta que sofreu uma tentativa de assalto na manhã desta quinta-feira (10/10). “Há 40 anos está precisando melhorar e hoje (nesta quinta-feira — 10/10) de manhã mesmo, um rapaz queria me roubar na cara dura. Eles (assaltantes) chegam, metem a mão e querem levar. Se a gente não for para o lado da agressão também, fica uma situação complicada. Então, a gente fala alto, porque, se partirmos pra mão, depois o cara volta querendo te sacanear”, diz.
Wellington ainda critica a baixa quantidade de policiais no terminal. “Quando esfaquearam o rapaz (na terça-feira), você via pouquíssimo policiamento. Para não dizer que não tinha, tinham dois (policiais). Mas cadê o restante? Inclusive, na hora da facada, teve uma outra briga na frente e não apareceu ninguém.”
your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior