Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Classic Header

{fbt_classic_header}

Publicidade

Últimas notícias

latest

Análise: Lula reaparece mesclando “jararaca” com “paz e amor”

Análise: Lula reaparece mesclando “jararaca” com “paz e amor” O alvo do presidente pode ser o centrão, que não entrou na base do governo d...


Análise: Lula reaparece mesclando “jararaca” com “paz e amor”
O alvo do presidente pode ser o centrão, que não entrou na base do governo de Jair Bolsonaro
A volta do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao cenário político brasileiro resgatou duas imagens que o petista cultivou ao longo da carreira. O Lulinha “paz e amor” e a “jararaca”.
O primeiro arquétipo foi criado para as eleições de 2002. Tido por boa parte do eleitorado como radical, o petista amenizou o tom de seus discursos e ascendeu à Presidência. Na saída da cadeia, disse que não queria “vingança”, e fez ataques a personagens, mas não às instituições.
No governo, Lula aliou-se ao centro e fez uma gestão que foi muitas coisas, mas não extremista. Manteve a política econômica do seu antecessor, Fernando Henrique Cardoso, e ampliou programas sociais.
Como resultado, saiu do poder amplamente aprovado pela opinião pública e costurou o centro na vice de Dilma Rousseff, seu “poste”.
O segundo arquétipo, a jararaca, foi criado quando a operação Lava Jato revelava o lado obscuro das práticas políticas do petista. Ele comparou-se à serpente para dizer que não estava morto, apesar do volume de denúncias e das primeiras condenações.