Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Classic Header

{fbt_classic_header}

Últimas notícias

latest

Brics falam em multilateralismo e reforma na ONU, mas ignoram Venezuela

Brics falam em multilateralismo e reforma na ONU, mas ignoram Venezuela Declaração final da cúpula também deixou de fora crise na Bolívia,...


Brics falam em multilateralismo e reforma na ONU, mas ignoram Venezuela
Declaração final da cúpula também deixou de fora crise na Bolívia, apesar da pressão do governo de Jair Bolsonaro
Na declaração final da cúpula dos Brics – grupo formado por Brasil, China, Rússia, Índia e África do Sul –, os países reafirmaram seu compromisso com o multilateralismo nas relações internacionais e a necessidade de uma reforma no Conselho de Segurança da ONU, mas deixaram de fora qualquer menção às crises na Venezuela e na Bolívia.
A Declaração de Brasília, divulgada ao final da cúpula realizada na capital federal nesta quinta-feira, 14, fala da cooperação dos Estados para “manter a paz e a segurança, promover o desenvolvimento sustentável e garantir a promoção e a proteção dos direitos humanos e liberdades fundamentais para todos”.
Pede ainda “uma reforma abrangente das Nações Unidas, incluindo seu Conselho de Segurança, com vistas a torná-lo mais representativo, eficaz e eficiente e aumentar a representação dos países em desenvolvimento, de modo que possa responder adequadamente aos desafios globais”. As mudanças no Conselho são uma antiga reivindicação do governo brasileiro.
Os países ainda enfatizaram a necessidade de um comércio internacional aberto, livre e inclusivo, além de uma reforma na Organização Mundial do Comércio (OMC).