quinta-feira, 7 de novembro de 2019

author photo

Operação Display.
A Polícia Civil da 15° Delegacia Regional de Barra do Corda, com apoio da regional de Bacabal, realizou na manhã de hoje uma grande operação com o intuito de investigar possíveis crimes envolvendo fraudes com benefícios da previdência social.
Foram cumpridos diversos mandados de busca e apreensão nas cidades de Arame e Paulo Ramos, tanto em residências como em pontos comerciais e, inclusive, na própria sede do INSS da cidade de Arame.
O objetivo da operação foi apreender documentos e produzir provas para instruir inquérito policial que investiga a prática de diversas fraudes como:
- realização de empréstimos legítimos feitos por beneficiários os quais supostamente eram instruídos por terceiros intermediários e servidores e, ato contínuo ao recebimento deste empréstimo, são registrados ocorrências na delegacia negando o reconhecimento do mesmo e buscando o seu cancelamento, bem como danos morais junto a instituição;
- possível cobrança por parte de servidores do INSS para reconhecimento de benefícios e concessão dos mesmos, inclusive à pessoas que provavelmente não fariam jus ao mesmo;
- possíveis apropriações por parte de servidores do INSS aliados a terceiros intermediário referente a ativos devidos ao beneficiário decorrente de valores retroativos que aquela vítima teria direito, havendo indícios que tais investigados enganavam as vítimas, escondendo que a havia sido concedido também esse dinheiro retroativo.
O principal investigado é o servidor do INSS da cidade de Arame, o Sr. *ROBSON RODRIGUES DA SILVA*, o qual é suspeito de chefiar uma verdadeira organização criminosa voltada a prática dos delitos acima citado.
Segundo as investigações, Robson agia em parceria com LEONARDO PINHEIRO SOUZA, pessoa esta que se passava por advogado e seria o principal intermediário entre as vítimas e o servidor ROBSON.
ROBSON, embora apresente renda declarada não tão elevada, apresenta uma vida de luxo e ostentação, possuindo carro importado e imóveis de luxo, bem como, segundo as informações levantadas, gostava de ostentar uma condição social nas cidades de Arame, Paulo Ramos e Teresina bem acima da média de seus rendimentos lícitos, sempre bancando grandes eventos, bebidas caras, bandas etc.
Outras pessoas também são investigadas junto de Robson e Leonardo.
A Polícia Civil solicita que, por ventura, aquelas pessoas que tiverem valores cobrados para terem seus benefícios liberados junto ao INSS ou tiveram cobrança de possíveis honorários exorbitantes, fora do normal ou do combinado ou mesmo desconfie que foram lesadas na hora de receberem os valores retroativos sob o pretexto que esses não foram concedidos, que procurem a delegacia para atendimento e esclarecimentos.
your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Tempo Agora

ESTRUTURAL - DF TEMPO AGORA