Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Classic Header

{fbt_classic_header}

Últimas notícias

latest

Quem deixou a cidade no caos foram os governos de esquerda, afirma Ibaneis

Por Fred Lima Em entrevista coletiva concedida à Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno (ABBP) na última sext...


Por Fred Lima
Em entrevista coletiva concedida à Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno (ABBP) na última sexta-feira (20), o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), defendeu as privatizações da CEB Distribuidora e do Metrô-DF. Ao mesmo tempo, criticou a atuação dos sindicatos que são contra a medida. “Fui advogado de sindicatos por vários anos e respeito o posicionamento deles, mas o que aconteceu no DF é que esses sindicatos, através dos últimos governos que passaram, sucatearam essas empresas. O que o SindMetrô/DF fez ao longo desses anos é simplesmente desastroso”, disparou o chefe do Executivo local.
A estratégia que o Buriti vem utilizando para diminuir as resistências da classe sindical é o diálogo, de acordo com Ibaneis. “Nosso plano é dialogar para mostrar que não existe nenhuma perseguição. Precisamos avançar na questão do transporte metroviário. Quem está do nosso lado é a população. Ela sabe o que sofre diariamente. Então, é preciso pensar se vamos beneficiar um grupo de funcionários ou a população. Fico do lado do usuário”, afirmou.
Sobre a privatização da CEB, o governador revelou um diálogo que teve com o deputado distrital de oposição, Chico Vigilante (PT). “O Chico Vigilante esteve aqui esses dias. Sou amigo dele e respeito bastante a deputada Arlete Sampaio. O Chico me disse que é contra a privatização da CEB. Perguntei qual era então o projeto dele para a concessionária, mas não obtive resposta. Não fui eu que dei os reajustes que foram concedidos. Quem deu foram os governos de esquerda”, declarou.
Para Ibaneis, não existe diferença ideológica entre os governos Agnelo e Rollemberg, gestões que, segundo ele, causaram prejuízos à cidade. “Não adianta tentar diferenciar os dois últimos governos, pois ambos foram de esquerda. Estou tentando tirar a cidade do caos que eles deixaram. Para isso, vou precisar da iniciativa privada”, concluiu.
Da Redação

Nenhum comentário