Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Classic Header

{fbt_classic_header}

Últimas notícias

latest

Celular superaquece, provoca incêndio e destrói dois apartamentos em SP

Celular superaquece, provoca incêndio e destrói dois apartamentos em SP De acordo com o Corpo de Bombeiros, incêndio que destruiu dois apa...

Celular superaquece, provoca incêndio e destrói dois apartamentos em SP
De acordo com o Corpo de Bombeiros, incêndio que destruiu dois apartamentos no bairro da Pompéia foi causado por celular que estava carregando encostado em uma cama.
Por G1 Santos

Incêndio destrói apartamento em um edifício da Pompeia, em Santos
O incêndio que destruiu dois apartamentos em Santos, no litoral de São Paulo, teria sido causado por um aparelho celular que superaqueceu após ter sido deixado no carregador, segundo o Corpo de Bombeiros. De acordo com a corporação, as causas do incêndio permanecem sendo investigadas pela perícia.
Conforme apurado pelo G1, o acidente aconteceu na última quinta-feira (2). O apartamento, localizado na Avenida Marechal Floriano Peixoto, no bairro da Pompéia, era destinado à reserva de temporada e foi alugado por um grupo de turistas.
Em relato aos bombeiros, os turistas afirmaram que, antes de sair do imóvel, um deles deixou o celular carregando em cima de uma cama, o que fez com que o aparelho tivesse um superaquecimento.
O Corpo de Bombeiros aponta que, segundo o grupo, o celular gerou um foco de incêndio, fazendo com que o fogo se espalhasse pelo apartamento. As chamas puderam ser vistas da janela de um dos quartos. Os bombeiros, além da Polícia Militar e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, foram acionados para o local.
Na ocasião, o trânsito chegou a ficar interditado no local e os motoristas foram orientados a retornar pela contramão, sentido à Avenida Senador Pinheiro Machado (Canal 1). O prédio foi evacuado.
Incêndio atinge apartamentos em Santos, SP, e assusta moradores — Foto: G1 Santos
Bombeiros, Polícia Militar e Samu atendem ocorrência de incêndio em Santos, SP — Foto: Arquivo Pessoal/Pilar Gutierrez

Fonte: G1

Nenhum comentário